SIGA ➨Fábio Júnior Venceslau

SIGA ➨Fábio Júnior Venceslau
✍ O objetivo deste é oferecer ao público leitor: informação com veracidade, interpretação competente e pluralidade de opiniões sobre os fatos. Tratando-se de um canal interativo visando promover uma comunicação capaz de contribuir positivamente na vida dos seus seguidores, primando pela imparcialidade e coerência. ☛ Blog Informativo: Estado do Rio Grande do Norte - Brasil

Esse é o seu Blog

Esse é o seu Blog
Todo Dia tem Notícias

Seja mais um dos nossos seguidores do Blog Siga Fábio Júnior Venceslau

Blog Siga Fábio Júnior Venceslau

Blog Siga Fábio Júnior Venceslau
Blog Siga Fábio Júnior Venceslau

COBERTURAS E EVENTOS

RÁDIO MAROCA WEB EM ANTÔNIO MARTINS RN

RÁDIO MAROCA WEB  EM ANTÔNIO MARTINS RN
RÁDIO MAROCA - Clique Aqui - Visite o Nosso Site

FAÇA A SUA PARTE

FAÇA A SUA PARTE
ANUNCIE AQUI NO NOSSO BLOG E VEJA A DIFERENÇA

CLIQUE NA IMAGEM E ACESSE O SITE DA FEMURN

CLIQUE NA IMAGEM E ACESSE O SITE DA FEMURN
CLIQUE NA IMAGEM E ACESSE O SITE DA FEMURN

SEJA TAMBÉM NOSSO ANUNCIANTE

SEJA TAMBÉM NOSSO ANUNCIANTE
BLOG TODO MUNDO OLHA, TODO DIA TODO MUNDO VER.

E-mail fabiojrvenceslau@gmail. com

E-mail fabiojrvenceslau@gmail. com
E-mail fabiojrvenceslau@gmail. com

Clique na Imagem e visite o Site

Clique na Imagem e visite o Site
Clique na Imagem e visite o Site

.

.
.

sábado, 22 de setembro de 2018

Baixe o Aplicativo Rádios Net e escute a Rádio Maroca de Antônio Martins RN

Moro: Lula apela para ‘fantasia da perseguição’
Sergio Moro, juiz da Lava Jato, indeferiu pedidos da defesa de Lula e manteve sob sua responsabilidade duas ações penais contra o ex-presidente petista. Uma envolve a reforma do sítio de Atibaia. Outra refere-se à compra de um terreno para a construção de prédio do Instituto Lula. Tudo com verbas desviadas da Petrobras. Ao comunicar suas decisões ao Supremo Tribunal Federal, Moro lamentou:“Ao invés de esclarecer os fatos concretos e contribuir com a elucidação da verdade, prefere a defesa de Luiz Inácio Lula da Silva apelar para a fantasia da perseguição política”.
Os advogados de Lula foram à Suprema Corte para tentar tirar das mãos de Moro as duas ações. Fizeram isso depois que a Segunda Turma do Supremo transferiu de Curitiba para a Justiça Federal de São Paulo parte das delações da Odebrecht. Moro sustentou que, ao contrário das alegações da defesa, os vínculos dos casos do sítio e do terreno com os desvios praticados na Petrobras são nítidos. Não haveria, portanto, nenhuma razão para retirar as ações penais da 13ª Vara de Curitiba, onde tramitam os processos da Lava Jato.
No caso do sítio, reuniram-se evidências de que as despesas foram custeadas pelas empreiteiras Odebrecht e OAS, além do pecuarista José Carlos Bumlai, amigo de Lula. Moro anotou no documento enviado ao Supremo: “…Empreiteiras como a OAS e Odebrecht envolvidas em acertos de corrupção em contratos da Petrobrás gastaram, segundo a acusação, cerca de R$ 1 milhão em reformas no sítio de Atibaia e em favor do ex-presidente.”

O magistrado insistiu: “…Ao invés de esclarecer os fatos e os motivos, prefere ele [Lula] refugiar-se na condição de vítima de imaginária perseguição política”. Moro acrescentou: “…Apesar de as reformas terem sido efetuadas no sítio em São Paulo, há diversos elementos de conexão com processos em trâmite nesta Vara e atinentes à Operação Lava Jato.”
Moro enumerou as informações que a defesa se nega a fornecer: “…Não apresentou qualquer explicação nos autos, por exemplo, quanto aos fatos que motivaram as reformas e se ele, o acusado Luiz Inácio Lula da Silva, ressarciu ou não as empreiteiras ou seu amigo pelos custos havidos. Até o momento, vigora o silêncio quanto ao ponto”.
Mais: “Poderia a defesa de Luiz Inácio Lula da Silva esclarecer de imediato por qual motivo essas empreiteiras e o referido empresário, com contratos na Petrobrás e com condenações em acertos de corrupção em contratos da Petrobrás, teriam custeado essas reformas de cerca de R$ 1 milhão no sítio de Atibaia e que era por ele utilizado com regular frequência, o que facilitaria a avaliação do Juízo.”
Sobre o terreno onde seria erguido o prédio do Instituto Lula, Moro escreveu que numa “suposta conta geral de propinas entre a Presidência e o Grupo Odebrecht consta lançamento de débito a título de ‘Prédio (IL)’ no valor de R$ 12,422 milhões e que guarda certa correspondência com a aquisição pelo Grupo Odebrecht do prédio que é objeto deste feito. (…) Há também elementos probatórios, em cognição sumária, que apontam que essa conta abrangia toda a relação do Grupo Odebrecht com a Presidência”.
Os dados enviados a Brasília por Moro foram à mesa da ministra Cármen Lúcia. Ela passou a ocupar na Segunda Turma do Supremo a cadeira que era de Dias Toffoli, antigo relator do recurso que retirou parte da delação da Odebrecht das mãos de Moro. Há dois dias, Toffoli substituiu Cármen na presidência do tribunal. Para desassossego de Lula, a dança de cadeiras pode ter estilhaçado uma maioria de 3 a 2 contra a Lava Jato na Segunda Turma. Tóffoli se alinhava com Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski. Cármen tende a votar em consonância com Celso de Mello e Edson Fachin, relator da Lava Jato. *JOSIAS DE SOUZA






Servidores fantasmas da Assembleia Legislativa do RN recebem Bolsa Família, diz MP
Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte — Foto: ALRN/Divulgação
Quatro dos funcionários fantasmas supostamente envolvidos em um esquema de corrupção na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte estavam inscritos no Bolsa Família enquanto recebiam os salários da Casa. Eles são investigados na Operação Canastra Real, deflagrada pelo Ministério Público na segunda-feira (17). O esquema fraudulento desviou R$ 2,4 milhões em recursos públicos, segundo o MP, que nesta quarta (19) divulgou as informações que embasaram os pedidos de prisão e busca e apreensão.
De acordo com o levantamento feito pelo Ministério Público, os quatro servidores ocupavam cargos na Assembleia Legislativa potiguar com salários de até R$ 5 mil. Entretanto nunca deixaram a linha de extrema pobreza e recebem até hoje o benefício do Bolsa Família. Todas essas pessoas moram no interior do estado.
Duas delas tinham fornecido procuração ao secretário-geral da Presidência da AL para que ele pudesse fazer operações em suas contas bancárias. Ambas moram na cidade de Touros e, mesmo ocupando os cargos de assessores políticos, nunca tiveram a renda alterada no cadastro do Bolsa Família. O secretário-geral da Presidência sacava mensalmente quantias em diferentes contas bancárias. O MP apurou que ele possuía 51 procurações, e a maioria era de servidores e ex-servidores da Casa.
As outras duas mulheres tinham cargos indicados pela chefe de gabinete da Presidência, Ana Augusta Simas Aranha Teixeira de Carvalho, maior operadora do esquema, ainda segundo o Ministério Público. A situação era a mesma: apesar das nomeações na Assembleia, as duas continuavam recebendo o Bolsa Família. Elas são da cidade de Espírito Santo.
“A nomeação dos apaniguados em cargos com alta remuneração financeira da ALRN serviu exclusivamente para desvio de dinheiro público, sobretudo em favor da arregimentadora do esquema”, argumenta o MP.
Canastra Real
Segundo as investigações, o esquema apurado pela Canastra Real foi iniciado em 2015. De acordo com o MP, Ana Augusta Simas Aranha Teixeira de Carvalho, chefe de gabinete da Presidência da AL, indicava pessoas para ocupar cargos na Casa e dava o próprio endereço residencial para constar nos assentos funcionais e nos cadastros bancários dos servidores fantasmas por ela indicados.
Cinco dos presos nesta operação são ex-assessores técnicos da presidência da Assembleia que foram indicados por esta servidora e que tinham altos vencimentos na AL, embora não possuíssem nível superior.
Ainda segundo a apuração dos promotores, os salários dos envolvidos no esquema eram sacados sempre em sequência, com valores idênticos. Na maior parte das vezes, esses saques aconteciam em uma agência bancária instalada dentro da própria Assembleia.
Um funcionário do banco ouvido pelo MP confirmou tudo. Ele disse que Ana Augusta acompanhava todas as transações do grupo de servidores indicados por ela. O bancário revelou ainda que, por vezes, já entregou os valores em um envelope nas mãos da própria chefe do gabinete da Presidência, ao final das transações.
Os servidores iam até a agência juntos, sacavam o total dos salários, e não ficavam com as quantias. Todo o dinheiro era posto em um só envelope. “Os depoimentos colhidos (…) trouxeram elementos de prova e apontar que os altos salários recebidos por eles não eram destinados aos respectivos titulares, mas sim para serem desviados em favor de terceiros, tudo com dirigência de Ana Augusta Simas Teixeira de Carvalho” afirma o MP.
O funcionário do banco também confirmou que o secretário-geral da Presidência da Assembleia sacava valores de diferentes contas, em nomes de outras pessoas, das quais tinha procuração. O Ministério Público indica que há ligação entre os grupos comandados pela chefe de gabinete da Presidência e pelo secretário-geral.
O Ministério Público diz ainda que, em alguns momentos, esses servidores fantasmas sequer ficavam com os seus cartões do banco. As investigações seguem em curso.
Na segunda-feira (17), operação cumpriu 6 mandados de prisão e outros 23 de busca e apreensão nas cidades de Natal, Espírito Santo, Ipanguaçu e Pedro Velho. Outras duas pessoas foram presas em flagrante por posse ilegal de arma de fogo. *G1 RN





80% dos municípios potiguares não têm política de saneamento básico
Obra de saneamento na Zona Norte de Natal — Foto: Alex Régis/PMN
Apenas 33 dos 167 municípios potiguares têm uma política de saneamento básico, segundo o suplemento de saneamento da Pesquisa de Informações Básicas Municipais (Munic) de 2017, divulgado nesta quarta-feira (19) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Por outro lado, 63% das cidades potiguares confirmaram ocorrência de alguma doença relacionada à falta de saneamento básico, como dengue, diarreia, entre outros.
De acordo com o IBGE, a política de saneamento é um instrumento necessário para o estabelecimento de diretrizes do município. No Brasil, em 2017, o percentural de cidades que tinham a política era de 38%. No Nordeste, porém, 19%. O estado está no mesmo nível da região, com cerca de 20%.
No estado, 30 municípios têm Plano Municipal de Saneamento Básico, que deve conter diagnóstico, objetivos e metas de universalização, entre outros conteúdos. Isso equivale a 18% dos municípios do estado, média abaixo da nacional (41,5%), mas acima da média do Nordeste (16%), região com o menor percentual de municípios que têm esse instrumento de planejamento.
A pesquisa foi realizada, em 2017, nas prefeituras dos 5570 municípios brasileiros, tendo como norte a ampliação e a atualização permanente das variáveis investigadas desde 1999, quando houve sua primeira edição.
Conforme o IBGE, a gestão municipal de saneamento básico representa o conjunto de procedimentos inerentes à gestão dos serviços de abastecimento de água, de esgotamento sanitário, de manejo de águas pluviais e de manejo de resíduos sólidos, conforme a Lei Federal do Saneamento Básico (Lei n. 11.445, de 05.01.2007).
Entre as doenças causadas pela falta de saneamento mais citadas, a dengue ficou em primeiro lugar, com 52%, seguida por diarreia (50%) e Chikungunya (44%). A lista segue a tendência nacional. No Brasil, distintamente, 34,7% dos municípios informaram a ocorrência dessas endemias ou epidemias. *G1 RN




Carlos Eduardo (PDT) promete diminuir ‘tamanho administrativo’ do Estado
Carlos Eduardo (PDT) gravou programas eleitorais nesta terça (19). — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi
O candidato do PDT ao governo do Rio Grande do Norte, Carlos Eduardo, gravou na manhã desta terça-feira (19) programa de rádio e TV para a campanha eleitoral. Desta vez, o candidato falou sobre o enfrentamento a crise.
Diante da atual situação financeira do Estado, ele comenta quais medidas pretende tomar para reequilibrar as contas, caso seja eleito governador.
“Nós temos que diminuir o tamanho administrativo do Estado. Nós temos que não aumentar impostos, mas combater sonegação. Nós temos que cobrar a dívida ativa e nós temos que retomar o desenvolvimento econômico. E, desta forma, naturalmente, cumprindo com a prioridade das prioridades, que é corrigir o aspecto mais cruel desta crise, que é o atraso de salário e a falta de investimento”, declarou *G1 RN



Em Natal, Amoêdo diz que polarização é ruim para o país
João Amoêdo participou de evento em Natal nesta quarta-feira (19) — Foto: Heloísa Guimarães/Inter TV Cabugi
O candidato do Partido Novo à Presidência da República, João Amoêdo, cumpriu agenda em Natal nesta quarta-feira (19). Durante entrevista coletiva, ele disse que a polarização nas eleições é uma situação ruim para o país, e que o Brasil se dividiu porque a classe política precisa ser substituída.
“Essa polarização é muito ruim e se intensificou, o Brasil veio sendo dividido nos últimos meses, nos últimos anos. E por que no meu entender ele veio sendo dividido? Porque a gente tem uma classe política que precisa ser substituída e só quem tem a possibilidade de fazer isso é a sociedade. Na medida em que eles entederam isso eles começaram a travar o sistema, trazer mais benefícios para quem está lá e dividir cada vez mais a sociedade: nós contra eles, homem contra mulher, empregado contra empregador, e assim por diante. E eu acho muito ruim que a gente tenha ido pra essa divisão e pra esse extremismo ainda agora porque você deixa a racionalidade de lado e o Brasil só vai melhorar quando a gente tiver equilíbrio pra dizer quais são os problemas que a gente vai enfrentar, como a gente vai enfrentar esses problemas, e sem transformar isso numa disputa de futebol, numa batalha. A nação brasileira precisa estar unida pra gente se tornar um país mais próspero”.
Privatização
Ainda durante a entrevista coletiva, João Amoêdo afirmou que o Estado não deve ter empresas públicas. “Somos favoráveis que o Estado não tenha empresas públicas, estatais. O Estado deveria atuar única e exclusivamente na saúde, na educação, na segurança, na proteção da moeda, nas relações internacionais. Não faz sentido, na nossa avaliação, fazer entrega de correspondência, administrar posto de combustível, instituições financeiras. Isso cria um ambiente propício para a corrupção”, disse.

Amoêdo defendeu ainda que a gestão privada dá mais eficiência às empresas. “A gente já viu por exepriência que a gestão do estado, normalmente é pior. Quando há um processo de privatização as empresas passam a ter um melhor resultado. A gente viu isso no caso da Vale do Rio Doce, a gente viu isso no caso das privatizações das empresas de telefonia. Então a nossa percepção é que o Estado deveria sair disso, fazer essa redução”, avaliou.
João Amoêdo afirmou também que, se eleito, pretende reduzir a máquina pública com cortes de ministérios e secretarias. “A gente não precisa ter tantos ministérios, a gente pretende trabalhar com no máximo 12 ministérios. Hoje são 150 secretarias, tudo isso faz um inchaço da máquina pública. Essa linha de ser mais eficiente é fundamental”.
Na quinta-feira (20), o presidenciável do Partido Novo cumpre agenda de imprensa pela manhã e faz caminhada pelas ruas do Alecrim, na Zona Leste da capital potiguar, antes de deixar Natal rumo à Salvador. *G1 RN




Moro: Lula apela para ‘fantasia da perseguição’
Sergio Moro, juiz da Lava Jato, indeferiu pedidos da defesa de Lula e manteve sob sua responsabilidade duas ações penais contra o ex-presidente petista. Uma envolve a reforma do sítio de Atibaia. Outra refere-se à compra de um terreno para a construção de prédio do Instituto Lula. Tudo com verbas desviadas da Petrobras. Ao comunicar suas decisões ao Supremo Tribunal Federal, Moro lamentou:“Ao invés de esclarecer os fatos concretos e contribuir com a elucidação da verdade, prefere a defesa de Luiz Inácio Lula da Silva apelar para a fantasia da perseguição política”.
Os advogados de Lula foram à Suprema Corte para tentar tirar das mãos de Moro as duas ações. Fizeram isso depois que a Segunda Turma do Supremo transferiu de Curitiba para a Justiça Federal de São Paulo parte das delações da Odebrecht. Moro sustentou que, ao contrário das alegações da defesa, os vínculos dos casos do sítio e do terreno com os desvios praticados na Petrobras são nítidos. Não haveria, portanto, nenhuma razão para retirar as ações penais da 13ª Vara de Curitiba, onde tramitam os processos da Lava Jato.
No caso do sítio, reuniram-se evidências de que as despesas foram custeadas pelas empreiteiras Odebrecht e OAS, além do pecuarista José Carlos Bumlai, amigo de Lula. Moro anotou no documento enviado ao Supremo: “…Empreiteiras como a OAS e Odebrecht envolvidas em acertos de corrupção em contratos da Petrobrás gastaram, segundo a acusação, cerca de R$ 1 milhão em reformas no sítio de Atibaia e em favor do ex-presidente.”

O magistrado insistiu: “…Ao invés de esclarecer os fatos e os motivos, prefere ele [Lula] refugiar-se na condição de vítima de imaginária perseguição política”. Moro acrescentou: “…Apesar de as reformas terem sido efetuadas no sítio em São Paulo, há diversos elementos de conexão com processos em trâmite nesta Vara e atinentes à Operação Lava Jato.”
Moro enumerou as informações que a defesa se nega a fornecer: “…Não apresentou qualquer explicação nos autos, por exemplo, quanto aos fatos que motivaram as reformas e se ele, o acusado Luiz Inácio Lula da Silva, ressarciu ou não as empreiteiras ou seu amigo pelos custos havidos. Até o momento, vigora o silêncio quanto ao ponto”.
Mais: “Poderia a defesa de Luiz Inácio Lula da Silva esclarecer de imediato por qual motivo essas empreiteiras e o referido empresário, com contratos na Petrobrás e com condenações em acertos de corrupção em contratos da Petrobrás, teriam custeado essas reformas de cerca de R$ 1 milhão no sítio de Atibaia e que era por ele utilizado com regular frequência, o que facilitaria a avaliação do Juízo.”
Sobre o terreno onde seria erguido o prédio do Instituto Lula, Moro escreveu que numa “suposta conta geral de propinas entre a Presidência e o Grupo Odebrecht consta lançamento de débito a título de ‘Prédio (IL)’ no valor de R$ 12,422 milhões e que guarda certa correspondência com a aquisição pelo Grupo Odebrecht do prédio que é objeto deste feito. (…) Há também elementos probatórios, em cognição sumária, que apontam que essa conta abrangia toda a relação do Grupo Odebrecht com a Presidência”.
Os dados enviados a Brasília por Moro foram à mesa da ministra Cármen Lúcia. Ela passou a ocupar na Segunda Turma do Supremo a cadeira que era de Dias Toffoli, antigo relator do recurso que retirou parte da delação da Odebrecht das mãos de Moro. Há dois dias, Toffoli substituiu Cármen na presidência do tribunal. Para desassossego de Lula, a dança de cadeiras pode ter estilhaçado uma maioria de 3 a 2 contra a Lava Jato na Segunda Turma. Tóffoli se alinhava com Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski. Cármen tende a votar em consonância com Celso de Mello e Edson Fachin, relator da Lava Jato. *JOSIAS DE SOUZA




PRF apreende 5 mil arribaçãs durante fiscalização na BR-304, no RN
Aves estavam sendo transportadas em um carro que foi parado em uma fiscalização na BR-304, em Macaíba — Foto: Marksuel Figueredo/Inter TV Cabugi
Dois homens foram autuados em flagrante e devem responder por crime ambiental após a apreensão de uma carga com cerca de 5 mil arribaçãs congeladas. As aves, que também são chamadas de avoantes (espécie de pomba campestre), estavam sendo transportadas em um carro. O veículo foi parado durante uma fiscalização na BR-304, em Macaíba, cidade da Grande Natal.
Os detidos disseram que a caça estava sendo levada de São Bento, na Paraíba, para a capital potiguar.
No Brasil, a caça da arribaçãs é crime ambiental, punido com multa de R$ 500 por unidade apreendida e possível pena de prisão. *G1 RN
Arribaçã — Foto: Reprodução/ TV Globo

sexta-feira, 21 de setembro de 2018

Antônio Martins RN

✅ ENCONTRADA
Através das redes sociais : Blog, Facebook, WhatsApp e Instagram, foi possível de imediato localizar os pais da princesinha Lorena que havia perdido sua sandália, ela mora no Sítio Boágua, é a menina dos olhos de Alaécio & Layane .
Já entrei em contato com  os mesmos.
Tá parecendo a história do sapatinho  da Cinderela rsrsrs
🙏🏻 Obrigado a todos que compartilharam até a mensagem chegar a eles, em especial a amiga Joelma.








ANIVERSARIANTE DO DIA!

Minha querida Madrinha, Professora Maria, Feliz Aniversário! que Deus te ilumine sempre com muita saúde, paz, Felicidades e que essa data se repita por muitos e muitos anos, quero muito bem a senhora, votos de prosperidade, vitórias e muitas realizações! 
Um grande abraço!













Direito, pedagogia e administração são cursos mais procurados no país
Direito, pedagogia e administração são os maiores cursos de graduação do país em número de alunos, de acordo com o Censo da Educação Superior 2017, divulgado nesta quinta-feira (20) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Juntos, esses cursos representam mais de um quarto das matrículas, 27,4%.
Pelo menos desde 2009, esses cursos lideram a lista de mais procurados tanto em número de matrículas quanto em ingressantes e concluintes. Do total das matrículas vigentes em 2017, 10,6% são em direito; 8,6% em pedagogia; e 8,2% em administração.
Segundo o censo, no total, o ensino superior tem cerca de 8,3 milhões de estudantes em cursos de graduação. A maior parte dos estudantes está matriculada em instituições de ensino privadas, com 75,3% das matrículas. Ao todo, 6,5 milhões estão matriculados em cursos presenciais e, cerca de 1,8 milhões, em cursos a distância.
Consideradas apenas as licenciaturas, que formam professores para atuar nas salas de aula, pedagogia foi o curso mais procurado. Ao todo, as licenciaturas representam 19,3% das matrículas no ensino superior. Dessas, 44,7% são em pedagogia.
O curso é seguido por formação de professor de educação física, com 11,7% das matrículas em licenciaturas; formação de professor de matemática, com 6%; formação de professor de história, 5,7%; formação de professor de biologia, 5,3%; e formação de professor de português, 5%. *Agência Brasil








Áudio de Bolsonaro “surtando” em hospital, preocupado com Ibope e xingando enfermeira é falso
Mais um episódio no eterno “duelo de fake news” que se tornou a disputa eleitoral pela presidência do Brasil, e mais uma vez envolvendo o candidato à presidente Jair Bolsonaro. Desde a noite de terça-feira (18), um arquivo de áudio vem sendo compartilhado pelas redes sociais, que mostra um suposto desabafo de Bolsonaro, internado no Hospital Albert Einstein devido a uma facada recebida durante comício em Juiz de Fora (MG).
O suposto desabafo mostra um Bolsonaro exaltado, indignado por estar numa cama de hospital sem poder fazer nada enquanto vê seus principais adversários subindo nas pesquisas, com seu candidato a vice agindo sem o consultar. No áudio, o suposto candidato também profere palavras e baixo calão às enfermeiras do hospital.
Apesar do conteúdo “bombástico” das declarações, tudo indica se tratar de um áudio falso. De acordo com o Instituto Brasileiro de Peritos, as primeiras análises indicam que a gravação não é do candidato, mas sim de uma pessoa o imitando, mas pede pelo menos 24h para que possa analisar o conteúdo com profundidade e tomar uma posição assertiva sobre o áudio ser ou não real.
Já o Hospital Albert Einstein, onde o candidato está internado, divulgou via assessoria de imprensa que não houve nenhum registro de confusão ou reclamação por parte dos funcionários sobre a conduta do candidato, e que por isso acredita se tratar de um arquivo falso. Carlos Bolsonaro, filho do candidato, também se manifestou sobre o assunto utilizando o Twitter.
Outro veículo que também afirmou se tratar de uma produção falsa foi o Boatos.org. De acordo com o site, existem vários fatores que apontam para que o áudio seja apenas uma imitação do candidato, como o fato não ter surgido de nenhuma fonte confiável da imprensa, baseia-se em notícias comprovadamente falsas (como a que diz que a facada foi forjada) além de algumas características de sotaque que mostram que não é o próprio Bolsonaro falando, mas sim uma pessoa o imitando. *Com informações de Techtudo, via Boatos.org, Revista Fórum, BHAZ










Carga das urnas eletrônicas tem início nesta quinta-feira
Faltando poucas semanas para as Eleições 2018 e após concluído o processo de registros de candidaturas, o Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) deu início nesta quinta-feira (20) à alimentação das urnas eletrônicas para o pleito deste ano, que ocorre em 07 de outubro. Nessa primeira etapa, que está sendo realizada no Centro de Operações da Justiça Eleitoral (Coje), participam apenas as 1.465 urnas que serão utilizadas nas zonas eleitorais de Natal. A previsão é que esse processo na capital seja finalizado até amanhã (21).
As demais cidades do estado, incluindo a região metropolitana, realizarão a carga das urnas a partir da próxima terça-feira (25), com a meta de que até a sexta-feira (28) o processo seja concluído. No Rio Grande do Norte, um total de 8.043 urnas serão utilizadas no pleito, das quais 7.389 serão instaladas para votação, 67 serão utilizadas como Mesas Receptoras de Justificativas (MRJs) e 587 ficarão na situação de contingência.
Com esse procedimento de carga, os dados dos eleitores de cada seção e os candidatos que concorrem este ano passam a constar nas urnas. Para a votação no RN, serão 08 candidatos para o cargo de Governador, 15 para o cargo de Senador, 119 para Deputado Federal e 314 para Deputado Estadual. O presidente do TRE-RN, Desembargador Glauber Rêgo, a Diretora Geral, Simone Mello, o Secretário de Tecnologia da Informação, Marcos Maia, demais servidores deste Regional Eleitoral e os Chefes de Cartório das zonas eleitorais estiveram presentes para prestigiar o início das atividades. Na ocasião, o presidente ressaltou a confiabilidade das urnas eletrônicas e a segurança do processo: “Todas as etapas de carga das urnas são realizadas com total segurança, não há razão para o eleitor desconfiar. A urna eletrônica tem sido referência para outros países e, aqui no Brasil, testes são realizados constantemente, a fim de garantir a segurança, transparência e agilidade do sistema”, afirmou.
Quanto aos testes que são realizados nas urnas antes do dia da votação, o Secretário de Tecnologia da Informação, Marcos Maia, explicou: “Após finalizado o processo de carga das urnas, três dias antes das eleições nós realizamos um teste de integridade para verificar se todas informações estão corretas, com o objetivo de diminuir o impacto de um problema que venha a acontecer no dia ou na véspera do pleito”, explicou o secretário.
Entenda o processo de carga das urnas eletrônicas
Primeiramente, a Secretaria de Tecnologia da Informação realiza a autenticação e oficialização do sistema com o propósito de autorizar a geração de mídias para que as zonas eleitorais realizem o procedimento de carga de urnas. As zonas eleitorais recebem os pares de mídia contendo os sistemas a serem instalados nas urnas. Em cada par constam o cartão de memória de votação, no qual ficam armazenados os dados dos eleitores que votam em cada seção e dos candidatos que concorrerão ao pleito (nome, partido, foto, cargo e número), e o cartão de memória de resultados, no qual serão gravados os resultados da votação para que seja gerado o boletim da urna a ser encaminhado para o Sistema de Totalização.
Após a alimentação das urnas com as informações dos eleitores e candidatos, serão realizados testes de funcionalidade nos equipamentos, para verificar, por exemplo, o bom funcionamento do sistema de som, da impressora e do teclado da urna. Ao fim, as zonas eleitorais fecham os compartimentos das urnas com lacres assinados pelo juiz eleitoral, pelo promotor e pelos representantes dos partidos e coligações que estiverem acompanhando o processo. Somente após essas etapas é que as UEs são distribuídas para serem instaladas nas seções, a fim de funcionarem plenamente no dia da eleição. *Portal no Ar













Carlos Eduardo (PDT) promete escolas com ensino voltado para necessidades do mercado de trabalho
Carlos Eduardo (PDT) esteve no evento da Arquidiocese de Natal — Foto: Michele Rincon/Inter TV Cabugi
O candidato Carlos Eduardo, do PDT, se encontrou com religiosos e com o arcebispo de Natal no fim da manhã desta quinta-feira (20), em um evento realizado pela Arquidiocese da capital. Na oportunidade, destacou que pretende alinhar seu governo, se eleito, a um projeto com foco no desenvolvimento social.
A principal ferramenta que Carlos Eduardo pretende usar é a implementação de ensino voltado para necessidades do mercado de trabalho, para melhorar a qualidade da educação.
“Nós vamos atrair para o ensino médio atividades complementares, como curso de empreendedorismo, cursos de tecnologia, para incentivar inovações, vamos levar cursos de língua. Nós vamos levar também a cultura para as escolas: o cinema, o teatro, o audiovisual, dança, música. Eu acho que o estudante de ensino médio precisa estar ali, vendo a empregabilidade dele”, declarou. *G1 RN






Fátima Bezerra (PT) promete concursos para recompor efetivo das polícias
Fátima Bezerra (PT) foi ao evento organizado pela Arquidiocese de Natal — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi
Fátima Bezerra, do PT, chegou ao auditório do hotel em Ponta Negra nesta quinta-feira (20), para o evento da Arquidiocese de Natal, acompanhada de assessores e cumprimentou o arcebispo da capital, dom Jaime Vieira Rocha.
Ela falou sobre o trabalho feito como parlamentar e se dispôs a levar essa experiência para o Executivo. Para tornar o Rio Grande do Norte um estado mais seguro, Fátima Bezerra disse que vai ser firme no combate à violência.
“Valorização dos policiais, portanto mais policiamento, com realização de concursos de forma gradativa, para recompor o efetivo, investimento em inteligência, uso de novas tecnologias, produção de dados, para orientar de forma estratégica a ação dos policiais, o controle do sistema prisional pelo Estado e as políticas de prevenção, com foco, principalmente, na educação”, declarou. *G1 RN





Quarto secretário de Saúde Pública do governo Robinson Faria pede exoneração
O Diário Oficial do Estado, edição desta quinta-feira (20), publica o ato de exoneração do secretário de Saúde Pública do RN, Pedro Cavalcanti Filho.
O substituto não foi nomeado. A Sesap está sem titular.
É o quarto titular da Secretaria de Saúde exonerado na gestão Robinson Faria. Ou seja, a pasta teve uma média de mais de um secretário por ano.
Antes de Pedro Cavalcanti comandaram a Sesap/RN: médico Ricardo Lagreca, em seguida a médica Eulália de Albuquerque e depois George Antunes.
Robinson trocou de secretário de Saúde como se troca de camisa, por gravidade, os problemas aumentam na pasta e agravaram a crise na assistência à saúde da população. *De Fato






Padrasto é preso e confessa ter agredido e cortado orelha de enteado de 4 anos
Um homem de 28 anos foi preso na casa do irmão, na madrugada desta quarta-feira (19), e confessou ter agredido o enteado de 4 anos em Jandaia, na região sul de Goiás. Segundo a Polícia Militar, a vítima foi encontrada sozinha dentro de casa, com a orelha esquerda parcialmente cortada, sangrando muito e com hematomas no olho, boca e barriga.
“A equipe recebeu uma denúncia anônima de que uma criança estava chorando muito, parecendo que estava sendo agredida. A equipe foi lá, chamou várias vezes e, sem resposta, pularam o muro e acharam a criança muito machucada”, disse o sargento da Polícia Militar Ademir da Guia Amaral.
O conselheiro tutelar da cidade, Paulo Faleiro, disse que foi chamado e acompanhou a vítima no hospital municipal da cidade, onde passou por exames, e foi transferido em seguida para o Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol). O hospital informou que a criança está na enfermaria e tem estado de saúde estável.
Segundo o conselheiro, o menino já passou por uma cirurgia para a reconstrução da orelha. Ainda de acordo com Paulo, a mãe da criança foi encontrada pela PM a caminho do hospital e ficou desesperada ao ver o filho ferido. “Entendemos que ela não teve envolvimento com a situação pela surpresa dela. Ela ficou consternada quando viu a criança machucada”, disse.



Conforme a PM, após deixar a vítima aos cuidados do Conselho Tutelar, a equipe foi em busca do padrasto da criança, que foi encontrado na casa de um irmão. Ele foi levado à delegacia de Jandaia, onde confessou o crime.
“Ele disse que estava muito embriagado e não se lembra como bateu, só lembra que o menino estava sangrando muito, ficou come medo de ser preso e saiu da casa, querendo fugir. Admitiu que bateu no enteado, mas disse que estava muito bêbedo e não lembra o motivo”, disse o delegado Daniel Gustavo Gonçalves Moura.
Ainda conforme o investigador, o preso foi levado para o presídio de Indiara, onde segue preso, e deve responder pelo crime de tortura.* G1 GO






ITEP identifica manchas de sangue na casa utilizada para torturar a matar adolescente na cidade de São Miguel
O trabalho complementar de pericia em local de crime realizado por peritos do Instituto Técnico-Cientifico de Pericia, “Itep” foi comandado pelo perito criminal e Biólogo, Jader Viana e sua equipe e teve como alvo uma residência na cidade de São Miguel, no Oeste do Rio Grande do Norte.
A solicitação para o exame, na casa, no carro e no tambor utilizado para transportar o corpo foi encaminhada ao Departamento de Pericia, do Instituto em Mossoró, pelo Delegado Cristiano Zandrosky e consistia na utilização de Luminol, produto que reage a presença de qualquer resquício de sangue, mesmo que o local tenha sido limpo com produtos fortes de limpeza.
Como vemos na imagem, o Luminol reage com resquício de sangue, mesmo que em pequena quantidade, produzindo uma luminescência azul forte capaz de ser captada pelas lentes do câmera, sem a presença de qualquer forma de luz artificial, indicando que houve derramamento de sangue. Depois da identificação pelo Luminol, foi realizado no local o teste para comprovação se era ou não, sangue humano.
Ocorrência:
No final do mês passado um adolescente foi raptado e morto, com requintes de crueldade na cidade de São Miguel. O corpo foi encontrado dentro de um tambor de zinco, quatro dias depois, numa estrada carroçável na zona rural da cidade. O menor estava amarrado com fios elétricos e a cabeça coberta com um pano e arame farpado.


O sistema de monitoramento por câmeras da cidade de São Miguel ajudou a equipe do Delegado Cristiano Zandrosky a esclarecer o crime e identificar parte dos envolvidos. Alguns deles já estão presos.
Segundo o delegado, os criminosos mataram o adolescente dentro de casa, colocaram o corpo dentro de um tambor e conduziram na mala de um carro até o local, as margens da RN 177 entre São Miguel e a cidade de Encanto.
Os detalhes do crime confessado por uma mulher envolvida foram comprovados pela dinâmica da pericia complementar realizada na noite de ontem, 19 de setembro, trabalho que foi acompanhado pelos investigadores Marinheiro e Kassia e pelo escrivão Matoso da Delegacia da cidade de São Miguel.
Equipe:
Perito Criminal: Jader Viana
Assistentes: Nildinho Morais e Kleyton Holanda
Imagens: Marcelino Neto
Investigadores: Marinheiro, Kassia e Matoso. *O Câmera, sempre presente










Três pessoas morrem e uma fica ferida em acidente na BR-110 no Oeste potiguar
Colisão entre dois veículos deixa 3 mortos e 1 ferido na BR-110. — Foto: Renan Medeiros.
Três pessoas morreram e um ficou feriada em um acidente envolvendo dois carros na noite desta quinta-feira (20) na BR-110 entre Mossoró e Upanema, municípios da região Oeste potiguar.
De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o acidente aconteceu por volta das 18h, a 3 quilômetros de Upanema. Um dos veículos trafegava no sentido Mossoró e o outro na direção oposta. O veículo que seguia para Upanema invadiu a contramão ocasionando a colisão frontal.
Ainda segundo a PRF, em cada veículo estavam 2 homens, um dos passageiros morreu no local. O motorista que invadiu a faixa oposta e o passageiro do outro veículo foram socorridos e levados ao hospital em Upanema, mas não resistiram.
O motorista do veículo atingido foi levado para o Hospital Regional Tarcísio Maia em Mossoró. *G1 RN

Rádio Antônio Martinense no Rádios Net

No RN, 26 mil pessoas ainda não sacaram o PIS
No RN, 26 mil pessoas ainda não sacaram o PIS — Foto: Reprodução/TV Fronteira
No próximo dia 28 termina o prazo para que cotistas do PIS com menos de 60 anos possam sacar o benefício. No Rio Grande do Norte, aproximadamente 26 mil beneficiários atendidos pela MP 813/17 ainda não fizeram o saque. Montante ainda a ser pago ultrapassa os R$ 30 milhões.
Têm direito ao benefício os trabalhadores cadastrados no Fundo PIS/PASEP entre 1971 e 4 de outubro de 1988 que ainda não sacaram o saldo total de cotas na conta individual de participação. Cerca de 4,5 milhões de pessoas nessa faixa etária ainda não resgataram o benefício, contabilizando R$ 6,3 bilhões disponíveis para o saque até o último dia útil de setembro.
Para saber se tem direito ao saque, o trabalhador pode consultar a situação do seu benefício na página da Caixa. A consulta permite ver o valor que tem a receber, a data do saque e os canais disponíveis para realização do pagamento. Caso o valor já tenha sido creditado em conta, o site informa também qual a conta e banco.
Outros canais para consultar o benefício são o APP CAIXA Trabalhador, que está disponível para download nas plataformas Android e IOS. O APP é gratuito e as informações estão disponíveis ao clicar no link “Informações Cotas do PIS”, onde o trabalhador deverá informar o CPF ou NIS, data de nascimento para saber se possui saldo de cotas do PIS. Para verificar o valor também deverá ser informada a senha internet.
Outras opções de consulta para os trabalhadores são os terminais de Autoatendimento, por meio do Cartão do Cidadão, ou o internet banking para correntistas da Caixa, na opção “Serviços ao Cidadão”. Verifique no link qual o canal mais adequado para o saque de acordo com o valor do benefício.
Crédito em conta
Com o objetivo de ampliar o recebimento do benefício, o Ministério do Planejamento coordenou um acordo com oito bancos privados para que os beneficiários com conta nesses bancos possam receber automaticamente por meio de crédito em conta. O cronograma pode ser consultado no portal da Febraban.
Rede de atendimento
No site da Caixa, o trabalhador também pode consultar o ponto de atendimento mais próximo. A rede de atendimento da Caixa é composta atualmente por 4.190 unidades próprias, sendo 3.389 agências, 801 postos de atendimento e oito unidades móveis (Caminhões), 13.026 casas lotéricas, 9.364 correspondentes Caixa Aqui e 5.686 pontos de autoatendimento, com 29.847 equipamentos, 21.442 terminais do Banco 24Horas e 1.761 da Rede Compartilhada CAIXA x BB (56 mil postos de atendimento ao todo). *G1 RN






CONVITE MISSA 10 ANOS DE SAUDADES

Os Familiares da saudosa Rita Maria Da Conceição, conhecida popularmente por Rita de Arnor, convidam: familiares, parentes, amigos e toda a comunidade em geral para a missa de 10 anos de saudades que será celebrada dia 23 de setembro de 2018, neste domingo ás 05:00hs da tarde na Igreja Matriz de Santo Antônio em Antônio Martins/RN.

Desde já ficam os agradecimentos do seu esposo, filhos, netos, genros e noras, a todos os que se fizerem presentes.





Um terço do eleitorado está propenso a votar num candidato para evitar vitória de outro
A pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira identificou que aproximadamente um terço do eleitorado brasileiro está propenso a dar um voto útil, com o objetivo de impedir a vitória de outro candidato. Segundo o instituto, 32% dos eleitores classificam como “muito alta” ou “alta” a probabilidade de escolher um nome que não seja o seu preferido para evitar que outro candidato vença a disputa.
O Ibope fez a seguinte pergunta aos entrevistados: “Votaria em um candidato que não seja de sue preferência para evitar que outro que você não goste vença?”. Ao todo, 14% classificaram a possibilidade como “muito alta”, enquanto 18% disseram que a chance é “alta”. Dos entrevistados, 18% disseram que a possibilidade é média, 20% classificaram como “baixa”, 23% afirmaram ser “muito baixa” e 6% não souberam opinar ou não responderam.
O levantamento registrou o crescimento de onze pontos percentuais, em uma semana, do candidato do PT, Fernando Haddad – saiu de 8% para 19%. Jair Bolsonaro (PSL) permanece na frente, com 28%, uma oscilação positiva de dois pontos percentuais, dentro da margem de erro, na comparação com a sondagem anterior. São os dois únicos candidatos que têm trajetória ascendente desde o início da série de pesquisas, em 20 de agosto: Bolsonaro tinha 20% na ocasião, enquanto Haddad marcava 4%.
A polarização entre Bolsonaro e o PT também pode ser verificada nos índices de rejeição: 42% dos eleitores dizem que não votariam “de jeito nenhum” no candidato do PSL, uma oscilação positiva de um ponto na comparação com o levantamento anterior; já a rejeição de Haddad subiu seis pontos no período, passando de 23% para 29%. *O GLOBO






Renúncia tributária de 2019 cobriria pagamento de 10 anos de Bolsa Família
O governo do presidente Michel Temer estimou que as renúncias tributárias chegarão a 306,398 bilhões de reais no ano que vem, o equivalente a 4,12% do Produto Interno Bruto (PIB), valor de dez orçamentos anuais do Bolsa Família.
O montante também chega perto do que seria necessário para bancar todas as despesas de pessoal em 2019, estimadas pelo governo em 325,9 bilhões de reais.
Os dados constam em informações complementares enviadas pelo Executivo ao Congresso sobre o projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA) do próximo ano. Pelo documento, as diferentes renúncias referentes apenas ao Simples, regime tributário simplificado para microempresas e empresas de pequeno porte, somarão 87,253 bilhões de reais.
Com a Zona Franca de Manaus, serão outros 24,038 bilhões de reais. Já com renúncias ligadas à desoneração de itens da cesta básica, mais 18,027 bilhões de reais em 2019.
Para este ano, a previsão do governo é de menos renúncias tributárias, mas num peso ainda expressivo: 283,447 bilhões de reais. *Veja







Fraude no INSS: PF investiga benefícios a ricos no fim do Governo Lula
A reportagem do Fantástico sobre a fraude nos benefícios do INSS para idosos abonados e com alto patrimônio receberem o auxílio vem de investigação do órgão, da Polícia Federal e da Secretaria da Presidência.
Curiosidade: a maioria dos benefícios foi aprovada em 2010, pelo Governo de Lula da Silva, durante a campanha eleitoral. Investiga-se a suspeita de uso político-eleitoral da fraude.
O decreto que põe ordem foi alterado em 2018 e agora, em setembro, houve uma portaria do ministro do Desenvolvimento Social e do presidente do INSS para fazer o pente fino nos pagamentos.
Foram cruzados CPFs dos segurados com a base da receita e outros órgãos do Governo para selecionar os que têm patrimônio e outras fontes de renda. A malha grossa já pegou muitos ricos falsos pobres. *Coluna Esplanada




Insegurança fez o RN perder competitividade
O Rio Grande do Norte caiu quatro posições no Ranking de Competitividade dos Estados de 2018 feito pela organização não governamental (ONG) Centro de Liderança Pública (CLP). O estudo mostra que o avanço da violência gerou impacto negativo no desenvolvimento econômico e social do Estado.
Em 2017, na última avaliação geral de competitividade, o RN obteve o 15º lugar geral, mas o aumento expressivo dos homicídios puxou a competitividade potiguar para baixo. Em 2018, os potiguares ficaram com a 19º posição. Um dos quesitos da pesquisa, o índice de segurança pessoal, que analisa a taxa de homicídio, foi o principal responsável pelo resultado geral dos potiguares. Segundo dados do Governo do Estado, foram registrados mais de 1,3 mil homicídios em 2017.
De acordo com a pesquisa, o aumento do crime organizado e dos índices de violência afetaram o poder de competitividade. Segundo o Centro de Liderança Pública, para mudar a atual situação, o governo estadual precisa adotar medidas para a construção da ordem e proteção dos direitos individuais.
Para a diretora executiva da CLP, Luana Tavares, o trabalho conclui a necessidade de uma atuação mais ostensiva dos gestores na área de segurança pública. “É necessária a otimização dos serviços e maior investigação dos crimes em um trabalho conjunto das polícias civil e militar”.
Para a pesquisa de competitividade, as unidades federativas são avaliadas nos quesitos de sustentabilidade Ambiental, capital Humano, educação, eficiência pública, infraestrutura, inovação, potencial de mercado, solidez fiscal, segurança pública e sustentabilidade social. *AGORA RN







Tiro que atingiu filho de ex-prefeito do RN não partiu dos bandidos, afirma delegada
Benes Leocádio Júnior tinha 16 anos — Foto: Reprodução/Facebook
Um dos tiros que atingiu o estudante Benes Leocádio Júnior, de 16 anos – que foi feito refém em meio a um assalto e acabou morto após ser baleado durante o confronto entre policiais militares e os criminosos, fato ocorrido em agosto na Zona Norte de Natal – não partiu das armas apreendidas com os bandidos. A afirmação é da delegada Taís Aires, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).
Além de Benes, um dos assaltantes também morreu na troca de tiros. Ele foi identificado como Mateus da Silva Régis, de 17 anos. O outro suspeito, que também é menor de idade, encontra-se internado em uma unidade para adolescentes infratores. Ele foi apreendido na última sexta (14), apos passar dois dias em liberdade assistida em razão de não haver vagas no sistema socioeducativo.
Ao G1, a delegada que preside o inquérito explicou que Benes Júnior foi baleado duas vezes. Um dos tiros atingiu o dorso e o outro a virilha dele. “Um dos projéteis ficou no corpo do estudante. E esse projétil é de fuzil. O que ainda precisamos descobrir é de qual arma, ou seja, qual foi o policial que fez esse disparo”, pontuou. “Já o outro tiro, transfixou e o projétil não foi encontrado”, acrescentou.“
O laudo que aponta a causa da morte eu ainda não recebi, por isso não posso afirmar, categoricamente, que esse tiro de fuzil foi o tiro fatal. O que podemos afirmar, até agora, esse disparo de fuzil não foi feitos pelos bandidos, que estavam com dois revólveres calibre 38, e que um dos tiros foi de fuzil”, ressaltou a delegada. “Porém, muito provavelmente, foi esse tiro que causou sua morte”, ponderou.
Ainda de acordo com Taís, a perícia feita pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) concluiu que o projétil recolhido é de tamanho e peso compatíveis com o projétil de um fuzil calibre 5,56, que foi uma das armas apreendidas com os PMs. As outras armas apreendidas com os policiais, segundo a própria PM, foram quatro pistolas, uma espingarda e uma submetralhadora.
Inquérito
Taís Aires espera concluir as investigações em até 15 dias. Ela disse que, a princípio, o menor que foi apreendido deve responder por ato infracional análogo ao crime de roubo qualificado já que os menores fizeram vários assaltos em sequência, com o agravante da restrição de liberdade, uma vez que Benes Júnior foi feito refém.
Quanto aos PMs, a delegado disse que as investigações ainda devem individualizar a conduta de cada um dos quatro PMs que participaram da ação. “O trabalho ainda está em andamento. Até o final do inquérito deveremos apontar se houve ou não indício de crime por parte dos policiais, e como e se eles serão responsabilizados pela morte do estudante”, concluiu.
PMs afastados
A assessoria de comunicação da Polícia Militar disse que os quatro PMs que participaram da ação permanecem afastados das ruas, e devem continuar exercendo atividades burocráticas até a conclusão do Processo Administrativo Disciplinar instaurado pela própria corporação.
Sequestro relâmpago
Carro da família de Benes Leocádio foi atingido por vários tiros durante o confronto. Dentro do veículo estava o filho dele, feito refém pelos assaltantes — Foto: Inter TV Cabugi/Reprodução
O sequestro relâmpago de Benes Júnior aconteceu na tarde do dia 15 de agosto no bairro Tirol, na Zona Leste de Natal. O estudante foi buscar documentos dentro do carro da família, que estava estacionado na Av. Romualdo Galvão, quando foi surpreendido pelos dois adolescentes. Os assaltantes roubaram o carro e levaram junto o estudante, que foi obrigado a dirigir o veículo.
Segundo a PM, os criminosos circularam por quase uma hora com Benes Júnior, até que se depararam com uma viatura na Avenida Moema Tinoco, na Zona Norte. Em depoimento, os policias dizem que atiraram em revide a disparos feitos pelos bandidos, e que atiraram nos ocupantes do veículo porque acreditavam que Benes estava dentro do porta-malas do veículo. Benes ainda foi socorrido para a UPA do Pajuçara, mas não resistiu aos tiros que levou. *G1 RN