SIGA ➨Fábio Júnior Venceslau

SIGA ➨Fábio Júnior Venceslau
✍ O objetivo deste é oferecer ao público leitor: informação com veracidade, interpretação competente e pluralidade de opiniões sobre os fatos. Tratando-se de um canal interativo visando promover uma comunicação capaz de contribuir positivamente na vida dos seus seguidores, primando pela imparcialidade e coerência. ☛ Blog Informativo: Estado do Rio Grande do Norte - Brasil

Esse é o seu Blog

Esse é o seu Blog
Todo Dia tem Notícias

Seja mais um dos nossos seguidores do Blog Siga Fábio Júnior Venceslau

Blog Siga Fábio Júnior Venceslau

Blog Siga Fábio Júnior Venceslau
Blog Siga Fábio Júnior Venceslau

COBERTURAS E EVENTOS

CONFIRA AS PROMOÇÕES DO MERCADINHO SÃO JOSÉ EM ANTÔNIO MARTINS RN

CONFIRA AS PROMOÇÕES DO MERCADINHO SÃO JOSÉ EM ANTÔNIO MARTINS RN
CONFIRA AS PROMOÇÕES DO MERCADINHO SÃO JOSÉ EM ANTÔNIO MARTINS RN

FAÇA A SUA PARTE

FAÇA A SUA PARTE
ANUNCIE AQUI NO NOSSO BLOG E VEJA A DIFERENÇA

CLIQUE NA IMAGEM E ACESSE O SITE DA FEMURN

CLIQUE NA IMAGEM E ACESSE O SITE DA FEMURN
CLIQUE NA IMAGEM E ACESSE O SITE DA FEMURN

SEJA TAMBÉM NOSSO ANUNCIANTE

SEJA TAMBÉM NOSSO ANUNCIANTE
BLOG TODO MUNDO OLHA, TODO DIA TODO MUNDO VER.

E-mail fabiojrvenceslau@gmail. com

E-mail fabiojrvenceslau@gmail. com
E-mail fabiojrvenceslau@gmail. com

Clique na Imagem e visite o Site

Clique na Imagem e visite o Site
Clique na Imagem e visite o Site

.

.
.

domingo, 2 de abril de 2017

Blog Siga Fábio Júnior Venceslau


Deputado Rafael Motta tem carro tomado de assalto em Lagoa Nova
1
O deputado federal Rafael Motta (PSB) teve seu veículo tomado de assalto no início da tarde desta sexta-feira 31 na Rua São José, bairro Lagoa Nova, próximo ao Viveiro Marina – as informações são do jornalista Heitor Gregório, da Tribuna do Norte.
O carro, em rápida ação da polícia, foi recuperado, mas, durante a ação, os criminosos levaram os pertences pessoais de João Filho, colega de trabalho do deputado.



Resultado de imagem para convite missa 30 dias


Os Familiares da inesquecível Senhorinha Maria de Paiva, mais conhecida popularmente por Dona Senhorinha, convidam parentes, amigos e toda a comunidade em geral para a missa de trigésimo dia que será celebrada dia 02 de Abril, neste Domingo as 10:00hs da manhã na Igreja Matriz de Santo Antônio em Antônio Martins - RN

Desde já ficam os agradecimentos a todos os que se fizerem presentes.











Governo vai reduzir juros do crédito consignado para servidores
O governo vai reduzir as taxas de juros do crédito consignado (empréstimos com desconto em folha de pagamento). O percentual cobrado dos servidores públicos federais passará de 34,5% para 29,8% ao ano. Por mês, o valor cairá de 2,5% para 2,20%. Para os aposentados do INSS, a taxa anual baixará de 32% para 28,9% (2,34% para 2,14% ao mês). A decisão será publicada amanhã em uma portaria do Ministério do Planejamento.
Segundo um integrante da equipe econômica, a medida vai ajudar a estimular a economia. Ele explicou que os dados do mercado de crédito mostram que houve uma redução no endividamento das famílias, o que abre espaço para ações pontuais de incentivo ao consumo.
O crédito consignado tem hoje um estoque de R$ 289 bilhões. Deste total, R$ 168,2 bilhões são operações de servidores e R$ 102,4 bilhões de aposentados. Pelos dados do governo, a redução das taxas de juros vai reduzir o custo dos tomadores em R$ 3,7 bilhões ao ano.
— Já há uma redução no endividamento das famílias, então, isso aumenta a demanda por crédito. Assim, é bom que também haja uma redução do custo das famílias com os financiamentos — disse um integrante do governo ao GLOBO.

















Governo do RN anuncia concurso público para Polícia Civil com 142 vagas
O governo do Rio Grande do Norte anunciou nesta sexta-feira (31), concurso público para o preenchimento de 142 vagas para a Polícia Civil.
A previsão é de que nos próximos dois meses seja lançado edital referente a realização do concurso para agentes, escrivães e delegados.
A expectativa é de que a realização das provas seja efetivada no começo do segundo semestre e de que os novos policiais civis comecem a atuar no início de 2018.
A Delegacia Geral da Polícia Civil informou em nota que o processo para a realização do concurso público está na fase de contratação da empresa responsável pelo certame.




Cunha tentou chantagear Temer para sair da prisão, diz Moro
Também na sentença de Eduardo Cunha, o juiz Sergio Moro alega como agravante na prisão do ex-deputado o fato dele ter tentado “intimidar e constranger” o presidente Michel Temer mesmo depois de preso, com as perguntas feitas por sua defesa ao político.
Para o juiz, Cunha esperava com isso “provocar alguma espécie de intervenção indevida da parte dele em favor do preso”. Não conseguiu.
Da mesma forma, Moro diz que o Judiciário não pode ceder a qualquer tentativa de chantagem.





Usou ‘enorme poder e influência’ para enriquecer, diz Moro sobre Cunha
Foto: Dida Sampaio / Estadão
Ao condenar o ex-presidente da Câmara (PMDB-RJ) a 15 anos e 4 meses de prisão, o juiz federal Sérgio Moro destacou que o ex-deputado usou ‘enorme poder e influência’ para ‘enriquecer ilicitamente’. O peemedebista é acusado por crimes de corrupção, de lavagem e de evasão fraudulenta de divisas em ação penal sobre propinas na compra do campo petrolífero de Benin, na África, pela Petrobrás, em 2011.

Documento

Eduardo Cunha foi preso preventivamente por ordem do juiz federal Sérgio Moro em 19 de outubro, em Brasília.
“Ele, Eduardo Cosentino da Cunha, utilizou o enorme poder e influência inerente ao cargo de deputado federal não para o fiel desempenho de suas funções, de legislar para o bem comum ou de fiscalizar o Poder Executivo, mas sim para enriquecer ilicitamente, fornecendo apoio político para nomear e sustentar no cargo Diretor da Petrobrás que estava agindo a seu serviço e quiçá de outros, para obter recursos ilícitos em contratos da Petrobrás”, afirmou Moro.
Os valores da propina a Eduardo Cunha teriam saído da compra, pela Petrobrás, de 50% dos direitos de exploração de um campo de petróleo em Benin, na África, no valor de US$ 34,5 milhões. Segundo a sentença, ‘a prática do crime corrupção envolveu o recebimento de cerca de US$ 1,5 milhão, considerando apenas a parte por ele recebida, o que é um valor bastante expressivo, atualmente de cerca de R$ 4.643.550,00’. O prejuízo estima à Petrobrás, pela compra do campo de petróleo, afirmou Moro, é de cerca de US$ 77,5 milhões, segundo a Comissão Interna de Apuração da estatal.
O negócio foi tocado pela Diretoria Internacional da estatal, cota do PMDB no esquema de corrupção.
Para Moro, ‘os valores da vantagem indevida negociados no contrato da Petrobrás não só foram em parte direcionados a Eduardo Cosentino da Cunha em razão de seu cargo, então deputado federal, como também houve prática da parte dos envolvidos, dos agentes da Petrobrás e dele mesmo, de atos de
ofício com infração de dever funcional’.
“É certo que, por exemplo, Eduardo Cosentino da Cunha não pertencia aos quadros da Petrobrás, mas se foi beneficiário de acertos de propinas entre agentes da Petrobrás e empresa fornecedora da estatal, é passível de responsabilização por crime de corrupção passiva a título de participação”, anotou o juiz da Lava Jato.
O magistrado anotou que ‘o trabalho do deputado federal não se limita a aprovar ou rejeitar projetos de lei, ou seja, a legislar’.
“Essa é a visão clássica da função do legislativo, mas não corresponde minimamente à prática corrente brasileira. No Brasil, o Legislativo influencia a ação do Poder Executivo de uma maneira bem mais ampla, inclusive interferindo na formação do Governo, especificamente na composição dos Ministérios e nas estatais”, destacou.
“Pode-se questionar, em uma visão clássica da separação dos poderes se isso é apropriado, mas negar que parlamentares federais influem, utilizando seus mandatos, na composição do Executivo é fechar os olhos para a realidade. Sendo assim, devem eles responder pelo desvio funcional e por corrupção se assim agem não para contribuir para o bom Governo, mas sim para nomear e sustentar alguém de sua confiança com o intuito de arrecadar ilicitamente recursos para si e para outrem.”
COM A PALAVRA, O ADVOGADO MARLUS ARNS QUE DEFENDE EDUARDO CUNHA
A defesa vai recorrer ao TRF4.







Duas pessoas morrem após serem atingidas por raio em Mossoró
Duas pessoas ainda não identificadas morreram na tarde desta sexta-feira, (31), após serem atingidos por um raio em um sítio na zona rural de Mossoró.
De acordo com informações apuradas pela nossa equipe, o caso aconteceu em um sítio que fica próximo a Salina São Camilo, na estrada que liga Mossoró a Tibau. Segundo a Polícia, as duas pessoas atingidas pelo raio não sobreviveram a descarga e morreram antes da chegada do socorro médico.
Informações não confirmadas dão conta que as duas vítimas estavam pescando no momento da chuva, quando foram atingidas pelo raio.
Uma ambulância do Samu foi acionada, mas o difícil acesso ao sítio dificultou o socorro médico. Segundo o Samu, a ambulância ficou impossibilitada de chegar até o local onde as vítimas estavam, devido ao difícil acesso.
Após a confirmação do óbito. A Polícia Militar foi acionada e está realizando o isolamento. Os corpos serão removidos pelo Instituto Técnico e Cientifico de Polícia (Itep).
*Mossoró Notícias





PM terá efetivo reduzido em 700 homens até o fim do ano
A Polícia Militar do RN terá seu efetivo reduzido em até 700 homens até o final deste ano. Isso se deve ao aumento do número de policiais da ativa que estão entrando com pedido de reserva. Somente nos três primeiros meses de 2017 um total de 190 policiais já se aposentaram e outros 60 estão com processo em tramitação.
De acordo com Roberto Campos, presidente da Associação dos Praças, Cabos e Soldados do RN (ACS/RN), a situação é bastante preocupante, uma vez que o efetivo policial atual já é bastante reduzido. “É a primeira vez que temos um número de grande de pedidos de reserva”, complementou ele.
O Governo do Estado anunciou um concurso para a contratação de novos policiais ainda este ano. Porém, disponibilizou apenas 600 vagas, número inferior ao déficit que a corporação irá alcançar até o final do ano.
Para o subcomandante da Polícia Militar, Coronel Ulisses Paiva, a situação também é preocupante de caráter nacional.
Visando amenizar a situação, o Governo regulamentou a lei que permite convocar reservistas para o reforço na segurança. Segundo a lei, militares que estão há cinco anos na reserva e que tenham até 55 anos, podem se apresentar de forma voluntária para o trabalho.
De acordo com a PM, pelo menos 200 policiais já demonstraram interesse em voltar.




Pesquisa Ibope: Governo Temer é aprovado por 10% , reprovado por 55%, e 31% consideram regular
Pesquisa divulgada nesta sexta-feira (31) mostra os seguintes percentuais de avaliação do governo do presidente da República, Michel Temer (PMDB):
Ótimo/bom: 10%
Regular: 31%
Ruim/péssimo: 55%
Não sabe/não respondeu: 4%
O levantamento do Ibope, encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), foi realizado entre os dias 16 e 19 de março e ouviu 2.000 pessoas em 126 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.
O nível de confiança da pesquisa divulgada nesta quarta, segundo a CNI, é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.
Esta é a primeira pesquisa Ibope encomendada pela CNI divulgada neste ano. No último levantamento, de dezembro de 2016, Temer aparecia com aprovação de 13% dos entrevistados, enquanto 46% consideravam o governo “ruim/péssimo” e 35%, “regular” – à época, 6% não souberam opinar ou não responderam.
Desde que Temer se tornou presidente efetivo, após o impeachment de Dilma Rousseff ser aprovado pelo Congresso Nacional, esta é a terceira pesquisa Ibope encomendada pela CNI (as anteriores foram divulgadas em dezembo e em outubro de 2016; houve uma em julho do ano passado, mas ele ainda era presidente em exercício).
Maneira de governar
A pesquisa divulgada também avaliou a opinião dos entrevistados sobre a maneira de governar do presidente da República:
aprovam: 20%
desaprovam: 73%
não souberam ou não responderam: 7%
No levantamento divulgado em 16 de dezembro, 26% aprovavam; 64% desaprovavam; e 10% não souberam ou não responderam.
Confiança
Outro ponto questionado pelo Ibope foi sobre a confiança dos entrevistados em relação ao presidente.
De acordo com a pesquisa divulgada nesta sexta, 17% dos entrevistados disseram confiar em Temer, enquanto 79% afirmaram não confiar; 3% não souberam ou não responderam.
Comparação com governo Dilma
A pesquisa Ibope também pediu aos entrevistados que comparassem as gestões de Temer e da antecessora, Dilma Rousseff, na Presidência da República.
Segundo o levantamento, 18% dos entrevistados consideram o governo do peemedebista melhor; 38%, igual; 41%, pior; e 3% não souberam ou não responderam.
Sobre as perspectivas em relação ao “restante do governo”, 14% responderam “ótimo/bom”; 28%, “regular”; 52%, “ruim/péssimo”; e 6% não souberam ou não responderam.
Notícias mais lembradas
O Ibope questionou ainda os entrevistados sobre a percepção deles em relação ao noticiário relativo ao governo Temer.
Para 12%, as notícias nos últimos meses foram “mais favoráveis”; para 21%, “nem favoráveis, nem desfavoráveis”; para 54%, “mais desfavoráveis”; e 12% não souberam ou não responderam.
A pesquisa traz ainda as notícias mais lembradas pelos entrevistados (veja abaixo as cinco mais citadas):
26%: “Discussões sobre a reforma da Previdência”;
9%: “Notícias sobre Operação Lava Jato/Investigação de corrupção na Petrobras/Petrolão”;
5%: “Notícias sobre corrupção no governo (sem especificar)”;
4%: “Notícias sobre manifestações pelo Brasil (sem especificar)”;
3%: “Notícias sobre greves e paralisações pelo Brasil (sem especificar)”.
Áreas de atuação
A pesquisa também ouviu os entrevistados sobre a percepção a respeito da atuação do governo em áreas específicas. O governo Temer foi mais bem avaliado nas áreas de meio ambiente e educação, nas quais obteve 26% de aprovação. As áreas mais mal avaliadas foram as de impostos, com 85% de desaprovação, e taxa de juros, com desaprovação de 80%.








Em audiência com Temer, políticos cobram chegada da transposição ao RN e indústria do petróleo
Em audiência com o presidente da República, Michel Temer (PMDB), nesta quinta-feira (30), o deputado federal Beto Rosado (PP) cobrou a inclusão do Ramal Apodi nas obras da transposição do Rio São Francisco e o avanço no processo de venda dos poços maduros que a Petrobras não tem mais interesse de explorar, para a geração de empregos na área.
Ao tratar da transposição do Rio São Francisco, o deputado mostrou preocupação com a chegada das obras ao Rio Grande do Norte. “O RN não está efetivamente contemplado, pois não tem obra no Estado dentro do projeto. Somente com o Ramal Apodi, que vai levar água até a barragem de Santa Cruz, é que as obras entrariam no RN e levariam água para toda a população da Região Oeste. Além disso, poderia preparar um cinturão de águas, que levaria a todo o Estado. O Ramal Apodi é essencial”, argumentou.
Sobre a venda dos poços maduros, Beto lembrou que o Projeto Topázio, de iniciativa da estatal, está paralisado, por recomendação do Tribunal de Contas da União (TCU), para analisar os modelos de contratos e concessões. “Pedi para que as três primeiras etapas já fossem analisadas, para que quando o projeto for retomado, tenhamos mais empresas participando e com isso mais emprego e renda”, enfatizou.
Ao lado da prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini (PP), o parlamentar cobrou ainda, diretamente ao presidente, a construção de passarelas no anel viário do Município e recursos federais para a recuperação da malha viária da cidade. Também participaram da audiência o senador Garibaldi Filho (PMDB), o ex-ministro Henrique Alves, o deputado estadual Tomba Farias (PSB) e a prefeita de Santa Cruz, Fernanda Farias (PMDB).




Temer rompe com Renan Calheiros
Separação litigiosa Michel Temer desistiu. Após receber sucessivas críticas do líder de seu partido no Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), o presidente afirmou a aliados na noite de quinta (30) que, se o alagoano buscava o rompimento, conseguiu. A fagulha que levou à implosão da aliança foi um vídeo postado pelo senador na internet, no qual ele ataca propostas do governo. A decisão de usar as redes sociais para divulgar conteúdo explosivo rendeu um apelido a Renan no Planalto: “Trump do agreste”.
Vai sem ele A ordem no Planalto é seguir com a defesa de reformas, como a da Previdência, sem contar com qualquer ajuda de Renan. Para o governo, o senador vinha sinalizando uma ruptura. “Não existe casamento forçado”, resumiu um auxiliar de Michel Temer.
É guerra O Planalto não engole a tese de que o senador está se realinhando com o PT só de olho na eleição em Alagoas. Acredita que Renan busca, acima de tudo, suporte em diversas alas da Casa para segurar o tranco que se aproxima com os desdobramentos da Lava Jato.
Nem aí Por enquanto, Renan tem feito graça da situação. Disse recentemente que “nem lembrava mais como era bom ser oposição”. Sabe que pode atrapalhar os planos do governo. Como líder, tem a prerrogativa de indicar relatores de projetos e integrantes de comissões.