SIGA ➨Fábio Júnior Venceslau

SIGA ➨Fábio Júnior Venceslau
✍ O objetivo deste é oferecer ao público leitor: informação com veracidade, interpretação competente e pluralidade de opiniões sobre os fatos. Tratando-se de um canal interativo visando promover uma comunicação capaz de contribuir positivamente na vida dos seus seguidores, primando pela imparcialidade e coerência. ☛ Blog Informativo: Estado do Rio Grande do Norte - Brasil

Esse é o seu Blog

Esse é o seu Blog
Todo Dia tem Notícias

Seja mais um dos nossos seguidores do Blog Siga Fábio Júnior Venceslau

Blog Siga Fábio Júnior Venceslau

Blog Siga Fábio Júnior Venceslau
Blog Siga Fábio Júnior Venceslau

COBERTURAS E EVENTOS

CONFIRA AS PROMOÇÕES DO MERCADINHO SÃO JOSÉ EM ANTÔNIO MARTINS RN

CONFIRA AS PROMOÇÕES DO MERCADINHO SÃO JOSÉ EM ANTÔNIO MARTINS RN
CONFIRA AS PROMOÇÕES DO MERCADINHO SÃO JOSÉ EM ANTÔNIO MARTINS RN

ANTÔNIO MARTINS RN BLOG SIGA FÁBIO JÚNIOR VENCESLAU

ANTÔNIO MARTINS RN BLOG SIGA FÁBIO JÚNIOR VENCESLAU
Ouça a Nossa Rádio Venceslau AM

Ouça a Web Rádio Venceslau A M

Ouça a Web Rádio Venceslau A M
Rádio Venceslau Am Para Ouvir Clique no FlowPlayer

PARA OUVIR A Rádio Venceslau Clique no flowplayer

Ouça a Rádio Venceslau Baixe aqui o Aplicativo para seu celular click na imagem abaixo

Ouça a Rádio Venceslau Baixe aqui o Aplicativo para seu celular click na imagem abaixo
Retransmissão Via/Web 24 Horas no AR - Ouça a Rádio Venceslau agora pelo seu celular- Click em cima desta foto e instale o APP é super fácil e rápido.

FAÇA A SUA PARTE

FAÇA A SUA PARTE
ANUNCIE AQUI NO NOSSO BLOG E VEJA A DIFERENÇA

CLIQUE NA IMAGEM E ACESSE O SITE DA FEMURN

CLIQUE NA IMAGEM E ACESSE O SITE DA FEMURN
CLIQUE NA IMAGEM E ACESSE O SITE DA FEMURN

SEJA TAMBÉM NOSSO ANUNCIANTE

SEJA TAMBÉM NOSSO ANUNCIANTE
BLOG TODO MUNDO OLHA, TODO DIA TODO MUNDO VER.

E-mail fabiojrvenceslau@gmail. com

E-mail fabiojrvenceslau@gmail. com
E-mail fabiojrvenceslau@gmail. com

Clique na Imagem e visite o Site

Clique na Imagem e visite o Site
Clique na Imagem e visite o Site

.

.
.

sábado, 29 de abril de 2017

Siga Fábio Júnior Venceslau

Governo cancela 85 mil auxílios-doença irregulares e economiza R$ 1,6 bilhão aos cofres da União
O governo federal cancelou quase 85 mil auxílios-doença que vinham sendo pagos indevidamente, o que trouxe uma economia de R$ 1,6 bilhão aos cofres da União.
O pente-fino nesses benefícios começou em julho do ano passado, após o governo identificar 1,7 milhão de pessoas que estavam recebendo o benefício por determinação judicial sem que tivessem passado por avaliação médica nos últimos dois anos.
Até agora, foram realizadas 87.517 perícias, o que resultou no cancelamento de 73.352 benefícios, 84% do total. O índice é bastante superior ao anunciado inicialmente pelo governo, que disse trabalhar com uma expectativa de reversão de 30% dos benefícios. Essa previsão, no entanto, poderia ser “facilmente seria superada” segundo os técnicos.
Além disso, foram cancelados outros 11.502 auxílios-doença devido à ausência dos convocados. O Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA) constatou que 1,7 milhão de pessoas estavam recebendo o benefício sem a devida avaliação médica. Na primeira etapa, foram chamados 530 mil beneficiários – praticamente metade já recebeu carta de convocação.
Os dados do MDSA mostram ainda que cerca de 9 mil benefícios foram convertidos em aposentadoria por invalidez, 1.141 em auxílio-acidente, 415 em aposentadoria por invalidez com acréscimo de 25% no valor do benefício e 3.614 pessoas foram encaminhadas para reabilitação profissional. Saiba mais: precisamos falar sobre o planejamento da sua aposentadoria. Veja o que a Magentis tem a dizer Patrocinado
A estimativa do governo federal é que a revisão de todos os benefícios concedidos por incapacidade gere uma economia anual de R$ 8 bilhões aos cofres da União.
Depois do pente-fino nos auxílios-doença, a segunda etapa será a realização de perícias em aposentados por invalidez com menos de 60 anos e que estão há mais de dois anos sem avaliação médica.
“O objetivo é colocar no devido lugar o gasto público. Há pessoas que deveriam ficar três meses com o auxílio, mas recebem há dois, três anos. Falta dinheiro para quem realmente precisa, sobrecarregando o sistema”, explicou o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra.
“Há casos curiosos sendo descobertos, como de mulheres que passaram a receber o benefício de auxílio-doença por causa de uma gestação de risco, mas que continuaram como beneficiárias por anos após o nascimento do bebê. Quem recebe o auxílio-doença indevidamente está lesando a poupança dos trabalhadores que pagam os benefícios”, avaliou o secretário-executivo do MDSA, Alberto Beltrame.
Para dar conta da força-tarefa, o governo instituiu um bônus aos médicos peritos do INSS de R$ 60,00 por perícia realizada dentro do pente-fino. Para fazer jus ao valor, as avaliações devem ser realizadas além do horário dedicados às perícias periódicas do INSS.




Governo reconhece situação de emergência de 153 municípios do Rio Grande do Norte
09/11/2010 ? Especial ? O sertão do Rio Grande do Norte está sofrendo com uma da mais seca dos últimos tempo ? Em Santana do Matos a comunidade Quixaba os moradores sofrem com a falta da chuva e as polcas cabeça de gado estão morrendo com sede ?  seu Antônio Soares Braga, olhando o açude da comunidade seco  - Foto: Alex Régis/H:/ Selecionadas
O Rio Grande do Norte tem 153 de seus 167 municípios em situação de emergência. A notícia foi dada pelo Ministério da Integração Nacional, que, uma vez mais, reconheceu o problema. Graças ao reconhecimento, que foi publicado no Diário Oficial da União sob uma validade de seis meses, as prefeituras do estado potiguar poderão pedir apoio do governo federal por ações de assistência e socorro.
Dentre as prerrogativas concedidas às cidades estão fornecimento de água potável, através da Operação Carro-Pipa Federal; renegociação de dívidas no setor da agricultura junto ao Banco do Brasil com apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) e contratação, sem licitação, de serviços necessários para combater a seca.