SIGA ➨Fábio Júnior Venceslau

SIGA ➨Fábio Júnior Venceslau
✍ O objetivo deste é oferecer ao público leitor: informação com veracidade, interpretação competente e pluralidade de opiniões sobre os fatos. Tratando-se de um canal interativo visando promover uma comunicação capaz de contribuir positivamente na vida dos seus seguidores, primando pela imparcialidade e coerência. ☛ Blog Informativo: Estado do Rio Grande do Norte - Brasil

Esse é o seu Blog

Esse é o seu Blog
Todo Dia tem Notícias

Seja mais um dos nossos seguidores do Blog Siga Fábio Júnior Venceslau

Blog Siga Fábio Júnior Venceslau

Blog Siga Fábio Júnior Venceslau
Blog Siga Fábio Júnior Venceslau

COBERTURAS E EVENTOS

CONFIRA AS PROMOÇÕES DO MERCADINHO SÃO JOSÉ EM ANTÔNIO MARTINS RN

CONFIRA AS PROMOÇÕES DO MERCADINHO SÃO JOSÉ EM ANTÔNIO MARTINS RN
CONFIRA AS PROMOÇÕES DO MERCADINHO SÃO JOSÉ EM ANTÔNIO MARTINS RN

FAÇA A SUA PARTE

FAÇA A SUA PARTE
ANUNCIE AQUI NO NOSSO BLOG E VEJA A DIFERENÇA

CLIQUE NA IMAGEM E ACESSE O SITE DA FEMURN

CLIQUE NA IMAGEM E ACESSE O SITE DA FEMURN
CLIQUE NA IMAGEM E ACESSE O SITE DA FEMURN

SEJA TAMBÉM NOSSO ANUNCIANTE

SEJA TAMBÉM NOSSO ANUNCIANTE
BLOG TODO MUNDO OLHA, TODO DIA TODO MUNDO VER.

E-mail fabiojrvenceslau@gmail. com

E-mail fabiojrvenceslau@gmail. com
E-mail fabiojrvenceslau@gmail. com

Clique na Imagem e visite o Site

Clique na Imagem e visite o Site
Clique na Imagem e visite o Site

.

.
.

sábado, 10 de março de 2018

Fábio Venceslau De Souza Júnior - @fabiojrvenceslau



Gestão Robinson torra R$ 30 milhões para mostrar um RN que não existe
A saúde funcionando bem, as estradas um tapete, policiais por todos os lugares, turistas caminhando tranquilamente, trabalhadores felizes, infraestrutura, geração de emprego, ufa… Parece um sonho de um estado perfeito e em desenvolvimento! Mas é só um sonho mesmo.
O que se passa na propaganda do Governo do Estado não condiz em nada com a realidade. A gestão Robinson Faria gastou, segundo o Diário Oficial, cerca de R$ 30 milhões do contribuinte para exibir um RN que não existe.
A propaganda com pessoas dizendo “Isso é Rio Grande do Norte”, e imagens belas e bonitas, foi exibida repetidas vezes durante os intervalos do Fantástico, da Rede Globo, neste domingo, um dos horários mais caros e de maior audiência do final de semana.
É uma tentativa frustrada e sacana de gastar dinheiro público para enganar a população com mentiras na era da internet, onde a verdade aparece em tempo real em ferramentas de comunicação instantâneas. *Blog Ismael Sousa




Pioneiro na participação política das mulheres, RN ainda tem baixa representação nos cargos eletivos
As três deputadas da ALRN ao lado dos colegas deputados, na abertura do ano legislativo (Foto: João Gilberto/Assembleia Legislativa do RN)
Em 1927, a potiguar Celina Guimarães Viana se tornou a primeira mulher a votar no Brasil. O caso aconteceu em Mossoró, na região Oeste do estado. Um ano depois, Alzira Soriano foi eleita prefeita de Lajes, na região central, sendo a primeira a ocupar um cargo como esse no país. Passado quase um século desde essas histórias de pioneirismo feminino, as potiguares já são maioria no registro de eleitores, porém minoria quando o assunto é a ocupação dos cargos eletivos.
As mulheres são 52% do eleitorado do Rio Grande do Norte, contra a fatia de 48%, formada pelos homens. Já na Assembleia Legislativa do RN, dos 24 mandatos, apenas 3 são delas, o que representa 12,5%. Na Câmara Municipal de Natal, dos 29 parlamentares, 7 são mulheres, ou 24,13%.
O estado também só conta com uma representante entre os oito deputados federais e outra entre os três potiguares no Senado Federal – o que ainda parece um privilégio, já que mais da metade dos estados não tem sequer uma senadora. “Essa baixa representação de mulheres no Parlamento favorece a que matérias de cunho sexista e misógino sejam apresentadas e aprovadas”, considera a senadora Fátima Bezerra.
Não bastassem as dificuldades enfrentadas ainda nas disputas partidárias e nas campanhas eleitorais, os relatos das mulheres que conseguiram alcançar postos políticos mostram que elas encontram um ambiente hostil. Vereadora de Natal, Eudiane Macêdo teve que levar o filho recém nascido às sessões plenárias simplesmente porque a Câmara Municipal não contava com previsão de licença-maternidade, como é direito das trabalhadoras brasileiras. Isso foi em 2014.


“Não ter podido viver esses primeiros meses com meu filho com mais tranquilidade mexeu muito comigo”, diz a vereadora, que, após o caso, apresentou e aprovou a criação da licença no Legislativo da capital potiguar.
“Sorria: aqui é lugar de mulher”. O cartaz na porta do gabinete da vereadora Natália Bonavides mostra que ainda é preciso reforçar a ideia de que a mulher tem espaço ali. Mesmo quando não há violência explícita, física ou verbal, na Câmara, a parlamentar aponta que ela é simbólica. Um exemplo: “A própria inexistência de um banheiro feminino no plenário da casa, há até pouco tempo”. A mudança aconteceu após reclamação das vereadoras.
Para a deputada Márcia Maia, a pequena representatividade feminina é um reflexo da visão da sociedade sobre a presença da mulher na política. “É verdade que conquistamos muito ao longo dos últimos anos. Tivemos e temos mulheres ocupando funções de extrema importância, com resultados importantes, mas ainda há muito por caminhar”, pondera.
Uma lei nacional tenta mudar essa situação e prevê que pelo menos 30% das candidaturas lançadas pelos partidos sejam de mulheres. Mesmo sendo 44% dos filiados às legendas, elas não refletiam esse número nas candidaturas.
Em 2016, já com a aplicação da lei, as mulheres foram 86% dos 18,5 mil candidatos que não receberam nenhum voto, o que levantou a suspeita de “candidaturas laranjas” – usadas apenas com objetivo de cumprir as cotas. Os casos são investigados pela Justiça eleitoral. “Temos que trabalhar para que essa reserva de vagas seja realmente efetiva e que haja fiscalização para evitar”, concluiu a senadora Fátima.
Câmara Municipal de Natal: dos 29 vereadores, sete mulheres (24,13%):
Ana Paula Araújo
Carla Dickson
Eleika Bezerra
Eudiane Macedo
Julia Arruda
Natialia Bonavides
Nina Souza
Assembleia Legislativa: dos 24 deputados, três mulheres (12,5%):
Cristiane Dantas
Larissa Rosado
Márcia maia
Câmara dos Deputados: 513 deputados, sendo 54 mulheres (10,5%)
Do RN: Zenaide Maia
Senado: 81 senadores, dos quais 13 mulheres (16,04%)
Do RN: Fátima Bezerra
*G1 RN








CCJ do Senado barra projeto que legaliza jogos no Brasil
CCJ barra projeto que legaliza jogos de azar
A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado barrou nesta quarta-feira (7) um projeto que legalizava os jogos de azar no Brasil.
O texto foi rejeitado por 13 votos contrários. Apenas dois senadores votaram pela aprovação.
Apesar da negativa, o plenário da Casa pode apreciar a proposta. Contudo, a hipótese de haver uma reviravolta no sentido de a medida avançar é vista como remota.
Isso pelo histórico do projeto no Senado. Apresentado em 2014, o texto já foi submetido à análise do plenário em dezembro de 2016, mas diante de falta de apoio à época, foi levado à CCJ, onde levou mais de um ano para ser colocado em votação.
Com a rejeição do relatório do senador Benedito de Lira (PP-AL), a comissão aprovou o parecer do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), contrário à legalização dos jogos.
Randolfe disse ser contrário ao texto por negar os argumentos de que a autorização de jogos aumentaria a arrecadação de impostos pelo governo. Ele cita os exemplos de países como Portugal e Austrália, dizendo que isso não aconteceu nesses locais após a regulamentação.
De acordo com a secretaria da CCJ, o texto vai a plenário imediatamente devido a um parecer favorável ao projeto de outra comissão, a CEDN (Comissão Especial do Desenvolvimento Nacional). Já a mesa diretora do Senado entende que é necessário um requerimento para levar o projeto novamente ao plenário da Casa. *FOLHAPRESS







Fevereiro segue tendência e turismo estrangeiro cresce novamente no RN
O trabalho de promoção e divulgação dos destinos turísticos potiguares no mercado internacional tem gerado frutos e mais receita ao Estado. Se o mês de janeiro mostrou alta de 69% no número de turistas estrangeiros, fevereiro manteve o saldo positivo com crescimento de 33%, segundo dados do sistema de tráfego da superintendência da Polícia Federal no Rio Grande do Norte.
Foram 3.590 turistas internacionais, sendo 886 a mais do que os 2.704 de fevereiro de 2017. O ranking permanece liderado pela Argentina, país que recebeu maior investimento em divulgação pelo Governo do Estado. Foram 1.435 turistas ou 138% a mais do que o ano passado. Na sequência vem novamente Portugal. Destaque para o crescimento de 42,6% de suecos e de 16,8% de turistas alemãs.
“Está claro o resultado de investimento em feiras e eventos do setor. O retorno é sempre maior: investimos alguns milhares de reais e colhemos milhões, sobretudo no mercado internacional. Vamos trabalhar agora o período da baixa temporada para manter esse percentual em alta”, comentou o o titular da pasta estadual de Turismo, Ruy Gaspar.
A estimativa é de que o número de turistas estrangeiros registrado neste mês de fevereiro tenha deixado em torno de R$ 10 milhões ao cofre estadual. O montante é R$ 2,5 milhões a mais do que os R$ 7,5 milhões de fevereiro do ano passado. Só o turista argentino deixou mais de R$ 4 milhões de receita no Estado potiguar.
Na última semana, o Governo do Estado foi destaque no principal evento turístico de Portugal e um dos maiores da Europa, a BTL Lisboa, com o maior estande do Brasil, reforçando mais uma vez uma presença marcante no país lusitano, hoje o segundo maior emissivo turístico do Estado. A participação potiguar se deu com recursos do Governo Cidadão, via empréstimo do Banco Mundial. *Portal no Ar






“País vai crescer 3% e gerar 2,5 milhões de empregos formais este ano”, afirma Meirelles no “Motores do Desenvolvimento”, em Natal
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e o empresário e diretor do Instituto de Desenvolvimento do Varejo (IDV), Flávio Rocha, foram os convidados da primeira edição de 2018 do Seminário Motores do Desenvolvimento, que aconteceu na manhã desta segunda-feira, 5, e foi realizado pelo Sistema Fecomércio RN, em parceria com o jornal Tribuna do Norte, o Sistema Fiern, a UFRN, o Ministério Público do RN e a RG Salamanca. Com o tema “Caminhos para um Novo Brasil”, o evento levou cerca de mil pessoas ao Hotel Holiday Inn Natal, entre autoridades, empresários e público em geral.
Na abertura do Motores, o presidente do Sistema Fecomércio RN, Marcelo Fernandes de Queiroz, destacou a importância de debater temas que irão definir o futuro do Brasil, e de que forma a sociedade pode atuar para reverter a situação em que o país se encontra hoje. “O Estado brasileiro, em todos os seus níveis, enfrenta gravíssimos problemas financeiros. Um desequilíbrio profundo, fruto de um sistema perdulário, inchado, ineficiente e ineficaz, com o qual a sociedade brasileira já não suporta mais arcar. Todos nós queremos um novo Brasil. Um Brasil que seja capaz de nos garantir o retorno digno do que lhe entregamos com o suor dos nossos rostos”, afirmou.
O empresário e presidente do IDV, Flávio Rocha, que falou sobre “Cenários possíveis na política e nos negócios” citou que o Brasil está na 153ª posição no índice de liberdade econômica, e atribuiu este fato ao tamanho do Estado e ao volume dos seus gastos. Como consequência, o país perdeu a condição de competir, e se tornou um ambiente hostil ao desenvolvimento. Para ele, é preciso construir um país de economia livre.
“Por isso o movimento Brasil 200 existe. Para colocar em pauta essas ideias e alertar à imensa maioria da população que o conflito hoje não é pobre contra rico, capital contra trabalho. O conflito é entre quem puxa a carruagem, ou seja, quem produz, contra aqueles que estão aboletados em cima da carruagem estatal, dessa imensa farra de gastos públicos. Então se nós somos 98%, por que é que nós vamos nos subjugar a essa pequena maioria que há muito tempo não está mais preocupada em servir à população? Eles estão servindo aos seus privilégios”, declarou.
Encerrando o Motores do Desenvolvimento, o ministro da Fazenda Henrique Meirelles, falou sobre “Crise e recuperação, construindo um novo Brasil”. “O Brasil está crescendo. Saímos da maior recessão da nossa história. Tivemos uma queda da produção nacional, um aumento muito grande no desemprego. Agora, com a diminuição dos gastos públicos, o país já voltou a crescer. Saímos de uma PIB negativo em 3,5% em 2016 para fechar 2017 com crescimento de 1%. Isso já é muito significativo. Além disso, projetamos alta de 3% para este, com a criação de 2,5 milhões de novos empregos”, afirmou o ministro. Entre os fatores que possibilitaram a volta do crescimento, Meirelles citou também a aprovação da reforma trabalhista, o controle da inflação e a queda nas taxas de juros.
“Não estamos aqui para apontar culpados e nem para personalizar nenhum debate. Nem muito menos para olhar para trás. Queremos olhar para frente. Mas, da mesma forma que abrimos mão de apontar erros já cometidos, precisamos cobrar que nada possa ser considerado imutável, intocável, indiscutível. Precisamos devolver o Brasil aos brasileiros”, finalizou Marcelo Queiroz.







Monofásica ou trifásica? Saiba que tipo de ligação de energia é o ideal
A energia elétrica chega a um imóvel através de uma ligação que pode ser monofásica ou trifásica. Mas você sabe o que esses dois termos representam e qual é o ideal para a sua casa? Para quem não tem a mínima ideia sobre o assunto, o PORTAL NO AR buscou esclarecê-lo com a Companhia Energética do Rio Grande do Norte, a Cosern.
Para que se escolha entre a ligação monofásica e a trifásica é necessário saber a carga total instalada no imóvel. Isso é o resultado da soma de todos os eletrodomésticos e também da iluminação. Para fazer este cálculo basta multiplicar a quantidade de aparelhos pela potência correspondente e somar todos os valores encontrados.
Se a carga instalada for igual ou inferior a 15.000W e a tensão dos equipamentos de 220V, o tipo de ligação será monofásica. Já se a carga for superior a 15.000W até 75.000W e houver equipamentos com tensão de 380V, a ligação será do tipo trifásica.
Caso a carga total instalada em um imóvel ultrapasse os 15.000W, o consumidor poderá solicitar a troca para o trifásico através dos canais de atendimento da Cosern. Para saber o tipo de ligação atual de sua casa basta verificar a fatura.



Mesmo que as ligações monofásica e trifásica sejam tipos diferentes, ambas têm atendimento efetuado em baixa tensão e, de acordo com a Cosern, não há diferença de tarifa entre elas.
Para te ajudar a calcular a carga total do seu imóvel verifique a tabela abaixo:
TABELA DE POTÊNCIA
Descrição dos AparelhosPotência (W)
Ar Condicionado (7.000 BTU/h):900
Ar Condicionado (10.000 BTU/h):1.400
Ar Condicionado (12.000 BTU/h):1.600
Ar Condicionado (18.000 BTU/h):2.600
Ar Condicionado (21.000 BTU/h):2.800
Ar Condicionado (30.000 BTU/h):3.600
Balcão Frigorífico:150
Batedeira:100 à 300
Bebedouro:160
Cafeteira Elétrica:725
Chuveiro Elétrico:3.800
Conjunto de Som:95
Enceradeira:330
Ferro Elétrico:1.000
Forno Microondas:1.320
Freezer:200
Frigo-Bar:65
Fritador::1.600
Geladeira:260
Grill:1.000
Lâmpada 40 W:40
Lâmpada 60 W:60
Lâmpada 100 W:100
Liquidificador:290
Máquina de Costura (Doméstica):86
Máquina de Lavar Roupa:450
Máquina de Lavar Louça:1.700
Pipoqueira:1.000
Sauna:5.000
Secador de Roupa:890
Secador de Cabelos (Doméstico):500 a 1.200
Sorveteira:15
Televisor:75 a 300
Torradeira:500 a 1.200
Ventilador:60 a 100
Vídeo Cassete:35




MERCADINHO SÃO JOSÉ - LUGAR DE COMPRAR BARATO TODO DIA.


VEJA VÍDEO COM AS PROMOÇÕES





Neste Mês de Março Tem Show de Ofertas:

🅰️s 🅿️romoções do Mercadinho São José estão IMPERDÍVEIS.
#VENHAAAAAAAAAAAAA💥
Venha correndo, pegue o seu carrinho de compras e aproveite as grandes ofertas com muito mais economia.🤹🎶🛒
É um Show de Preços Baixos no Mercadinho São José em Antônio Martins RN.

*🔵 Tudo mais Barato

* Entrega em domicílio
* Variedades
* Novidades
* Promoção a cada 15 dias
* Qualidade
* Melhor Atendimento e muito mais.

Mercadinho São José na Avenida Venceslau José de Souza , Bairro Alto da Ema, Antônio Martins RN.

Organização: Dito & Euraxsandra





Detran-RN prorroga licenciamento de veículos de placas finais 3 e 4
Resultado de imagem para avenida carros
O Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) prorrogou para os dias 02 e 03 de abril os vencimentos da taxa de licenciamento dos veículos com placas de finais 3 e 4, respectivamente. A decisão foi determinada pela portaria 0236/2018 expedida pelo Gabinete da Direção Geral do Detran. O motivo da mudança foi à dificuldade do envio dos carnês para as residências dos proprietários em tempo hábil.
Até o dia 31 de março o valor do licenciamento é de R$ 60,00 independente do ano ou categoria do enquadramento do transporte. Já a partir do dia 1º de abril a taxa sofrerá reajuste ficando em R$ 90,00. Mesmo assim, o valor do licenciamento de veículos do RN continua sendo o menor do país, ficando abaixo da média entre os estados nordestinos, que é cerca de R$ 110,00, e bem menor de que estados vizinhos como a Paraíba (R$ 140,22) e o Ceará (R$ 118,33).
Além do carnê, para efetuar o pagamento o cliente também dispõe da opção de emitir a segunda via do boleto de pagamento diretamente na página eletrônica do Detran (www.detran.rn.gov.br). O processo de emissão do boleto é simples, basta clicar no ícone “Consulta de Veículos” na página principal, e logo após, digitar a placa e o Renavam do automóvel que deseja efetivar a verificação. Feito isso, o condutor alcança a listagem dos débitos referentes ao licenciamento e IPVA do veículo. Em seguida, é só clicar na taxa que deseja efetuar o pagamento, e imediatamente é aberta uma nova tela para emissão de boleto bancário.
O Detran alerta que este é o último ano em que serão emitidos e enviados as residenciais dos condutores carnês de pagamento das taxas de licenciamento, IPVA e Seguro Obrigatório (DPVAT). A partir de 2019, os boletos estarão disponíveis apenas no site do órgão de trânsito estadual.
De acordo com o setor de Estatística do Detran, o RN conta atualmente com quase 252 mil veículos cadastrados com placas finais 3 e 4. O número é referente a 20,29% de toda a frota relacionada no Estado. A validade do Certificado de Registro de Licenciamento de Veículos (CRLV) 2017 desses automóveis tem validade até o último dia do mês de outubro deste ano.
Somente após a comprovação da quitação da taxa de licenciamento, IPVA e Seguro Obrigatório é que o proprietário recebe o CRLV em sua residência, desde que não exista ainda nenhum outro débito referente a infração de trânsito ou outros.


🔈ATENÇÃO ANTÔNIO MARTINS RN
👉🏻Vamos #Compartilhar essa informação para ninguém perder o prazo.



#Repassando 
Estamos recomendando aos que puderem antecipar a revisão biométrica, vindo ao Cartório Eleitoral de Martins até do dia 13/03/2018, estamos quase sem ninguém para atender no momento, e  se todos que faltam aí de Antônio Martins (mais de 2500 eleitores) deixarem somente para os 12 dias de atendimento, vai ficar uma demanda muito alta aí (e aqui está bem tranquilo, funcionando até as 16 horas, de segunda a sexta e até as 14 horas, aos sábados).
Informações Ligue: 👉🏻📞3⃣3⃣9⃣1⃣ 2⃣3⃣7⃣4⃣

Avise aos seus familiares e não deixe para a última hora.⏰🗳

COMUNICADO
O Juiz Eleitoral da 38ª Zona/RN comunica que já está ocorrendo a
REVISÃO DO ELEITORADO COM CADASTRAMENTO BIOMÉTRICO dos
eleitores inscritos no município de Antônio Martins/RN, devendo aqueles ainda não
compareceram procurar o Cartório Eleitoral de Martins, no período de 23 de fevereiro
a 13 de março, ou à Câmara Municipal de Antônio Martins, no período de 14 a 27 de
março de 2018.
O horário de atendimento ao público é as 09 às 16 horas, nas segundas-feiras,
das 08 às 16 horas, de terça a sexta-feira, e das 08 às 14:00 horas, aos sábados.
O eleitor deverá apresentar originais e cópias do documento de identificação,
do CPF e do comprovante recente de residência, além do original do título de eleitor, se
possuir.
Maiores informações podem ser obtidas junto ao Cartório Eleitoral de
Martins, pessoalmente ou através do telefone 3391 2374.
Os eleitores que não comparecerem terão seus títulos de eleitor cancelados.
Evite filas e antecipe sua revisão biométrica.
José Ronivon Beija-mim de Lima
Juiz Eleitoral da 38ª Zona/RN 


Blog Siga Fábio Júnior Venceslau
Acesse: www.sigafabiojunior.blogspot.com.br
Apoio Rádio Tv Maroca
www.radiotvmaroca.com




Pedidos de falência caem 19,8% no acumulado em 12 meses
Os pedidos de falência caíram 19,8%, entre março de 2017 e fevereiro de 2018, em comparação aos 12 meses anteriores, de acordo com dados de abrangência nacional da Boa Vista Serviços S/A, que atua no segmento de inteligência analítica sobre consumidores e empresas.
No mesmo período, enquanto as falências decretadas subiram 7,9%, os pedidos de recuperação judicial caíram 14,3% e as recuperações judiciais deferidas tiveram queda de 14,5%.
Em fevereiro, em relação a janeiro de 2018, houve aumento de 31,8% nos pedidos de falência. No entanto, as falências decretadas caíram 32,4%, enquanto pedidos de recuperação judicial avançaram 81,9% e as recuperações judiciais deferidas 39%.
As empresas apresentaram, segundo a Boa Vista Serviços S/A, sinais mais sólidos dos indicadores de solvência após o período de “intensa retração da atividade econômica redução do consumo, restrição e encarecimento do crédito, entre outros fatores”, que contribuíram para que nos resultados acumulados em 12 meses, apenas as falências decretadas tenham crescido.
O levantamento utilizou o indicador de falências e recuperações judiciais construído de acordo com a apuração dos dados mensais registrados na base de dados da Boa Vista Serviços S/A, oriundas dos fóruns, varas de falências e dos Diários Oficiais e da Justiça dos estados.
Devido ao movimento atípico do volume de pedidos e deferimentos de recuperação judicial realizados por um grupo do setor imobiliário, em março de 2017, contabilizou-se para as respectivas séries somente o CNPJ principal da empresa em questão. *Migalhas







População carcerária feminina do RN aumenta 45% em 10 anos
Carceragem feminina (Foto: Aline Lopes/G1)
Comecei a traficar para não roubar”. A frase é de Edvânia Emanoela de Oliveira Trajano, que tem 18 anos e há dois meses está presa no Centro de Detenção Provisória de Parnamirim, por tráfico de drogas. Grávida de sete meses do segundo filho, a menina deixou o primeiro, que tem três anos, sob os cuidados da mãe dela. O pai das crianças também está em uma unidade prisional, também por tráfico. Os dois foram detidos juntos.
O número de mulheres presas no Rio Grande do Norte quase dobrou em dez anos, de acordo com os dados do Ministério da Justiça e da Secretaria de Estado da Justiça e da Cidadania (Sejuc). Para a Defensoria Pública do Estado, a cooptação das facções criminosas e a política de “encarceramento em massa” têm contribuído para o aumento da população carcerária feminina. Porém o que mais leva as mulheres para a cadeia são as influências e coações de companheiros. Assim como foi com Edvânia.
Segundo dados do MJ, no ano de 2008 havia 283 mulheres presas no Rio Grande do Norte. Em 2018, de acordo com a Sejuc, são 518 internas. O aumento é de 45,3% na década.
A Sejuc informou também que a maior parte delas está encarcerada por crimes relacionados às drogas: tráfico ou associação ao tráfico de entorpecentes. Segundo a Secretaria, a maioria tem entre 18 e 26 anos de idade e baixa escolaridade com ensino fundamental incompleto. No que diz respeito à classe social, a Sejuc afirma que elas integram a classe média baixa e a classe baixa.
O defensor público Rodrigo Lira, coordenador do Núcleo de Presos Provisórios da Defensoria, afirma que as mulheres que se envolvem com o tráfico de drogas têm como principal motivo os “laços afetivos”. São coagidas pelos companheiros, ou pelos filhos, ou induzidas a participarem do negócio criminoso.
“Por isso que a gente vê um número de mulheres incidindo no número de tráfico e associação para o tráfico. Justamente por causa de seus laços afetivos, seja com filhos ou com companheiros. Por isso que esse número ainda é maior”, disse.
Edvânia Emanoela conta que começou a consumir drogas aos 12 anos, um ano antes de começar o relacionamento com o primo de terceiro grau e agora marido, 17 anos mais velho. Na época, ele não consumia drogas, mas já traficava. O crime se tornou a forma de manter o sustento da casa e os vícios.
Ao longo do tempo, a garota se tornou uma espécie de sócia. “Comecei a traficar pra não ter que roubar. Eu ficava no ponto de dia e ele de noite, como se fosse um plantão. Tinha o ponto de vender e o de consumir”, conta.
O defensor público Rodrigo Lira, coordenador do Núcleo de Presos Provisórios da Defensoria, afirma que as mulheres que se envolvem com o tráfico de drogas têm como principal motivo os “laços afetivos”. São coagidas pelos companheiros, ou pelos filhos, ou induzidas a participarem do negócio criminoso.
“Por isso que a gente vê um número de mulheres incidindo no número de tráfico e associação para o tráfico. Justamente por causa de seus laços afetivos, seja com filhos ou com companheiros. Por isso que esse número ainda é maior”, disse.
Edvânia Emanoela conta que começou a consumir drogas aos 12 anos, um ano antes de começar o relacionamento com o primo de terceiro grau e agora marido, 17 anos mais velho. Na época, ele não consumia drogas, mas já traficava. O crime se tornou a forma de manter o sustento da casa e os vícios.
Ao longo do tempo, a garota se tornou uma espécie de sócia. “Comecei a traficar pra não ter que roubar. Eu ficava no ponto de dia e ele de noite, como se fosse um plantão. Tinha o ponto de vender e o de consumir”, conta. *G1 RN










Veículos no Brasil deverão adotar placas no padrão do Mercosul já a partir deste ano
Veículos deverão adotar placas no padrão do Mercosul
O prazo para as placas de veículos adotarem o padrão dos países do Mercosul vai começar daqui a 6 meses, em setembro. A resolução  publicada nesta quinta-feira (8), no Diário Oficial da União.
Segundo explica o G1, a nova placa deverá ser usada primeiramente nos modelos zero quilômetro. Os veículos usados terão até 2023 para mudar.
A nova placa terá uma tarja azul, bandeira do Brasil e outra configuração de letras e números. O identificação do veículo também contará com um chip e um código para facilitar o reconhecimento dos veículos roubados ou clonados nos países do Mercosul.
Argentina e Uruguai já começaram a usar as novas placas.
MUDANÇAS
1. Mais letras e menos números: as novas placas terão 4 letras e 3 números, e poderão estar embaralhados, assim como na Europa;
2. Novas cores: a cor do fundo das placas será sempre branca. O que varia, é a cor da fonte. Para veículos de passeio, cor preta, para veículos comerciais, vermelha, carros oficiais, azul, em teste, verde, diplomáticos, dourado e de colecionadores, prateado;
3. Estado e cidade com nome e brasão: o nome do país estará na parte superior da patente, sobre uma barra azul. Nome da cidade e do estado estarão na lateral direita, acompanhados dos respectivos brasões;
4. Tamanho: a placa terá as mesmas medidas das já utilizadas no Brasil (40 cm de comprimento por 13 cm de largura);
5. Contra falsificações: marcas d’água com o nome do país e do Mercosul estarão grafadas na diagonal ao longo das placas, com o objetivo de dificultar falsificações. No Brasil, a placa terá uma tira holográfica do lado esquerdo e um código bidimensional que conterá a identificação do fabricante, a data de fabricação e o número serial da placa. A tira é uma maneira de evitar falsificação.
6. Preço e quem terá que trocar: o modelo será adotado primeiro para novos emplacamentos. Segundo o Denatran, o preço da nova placa será o mesmo das atuais.







Policia Militar age rápido e prende suspeito de homicídio ocorrido em Riacho da Cruz

Suspeito
A Policia Militar agiu rápido e em menos de 24 horas prendeu o suspeito de um homicídio registrado no início da madrugada desta quarta-feira (07). Francisco Edilásio Cirilo, juntamente com outro jovem teriam matado a facadas Luciano Pereira Ribeiro, 28 anos. O crime aconteceu por volta de 00:00 na Rua Julho Felipe Santiago, Centro de Riacho da Cruz-RN.
De acordo com informações os militares, sob o comando do sargento Herculano após tomarem conhecimento do crime passaram a diligenciar e no início da tarde localizaram os suspeitos em uma casa no Sítio Riachão, na zona rural de Rodolfo Fernandes/RN, durante o cerco um suspeito aproveitando da vegetação conseguiu escapar da ação policial.
Após o registro da ocorrência, Edilásio foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Portalegre onde foi autuado em fragrante e em seguida conduzido ao CDP de Apodi, onde ficará à disposição da Justiça. *Nosso Paraná.

Vítima
Bandidos realizam arrastão a clientes de clínica em Pau dos Ferros
Uma clínica odontológica foi alvo de um arrastão no final da tarde dessa quarta-feira (07), no Centro de Pau dos Ferros/RN.
O estabelecimento fica localizado na Rua Hipólito Cassiano.
Uma dupla armada chegou ao local e rendeu a todos que se encontravam no consultório odontológico.  Eles roubaram celulares e uma certa quantia em dinheiro. Após a ação delituosa fugiram com destino ignorado.
O proprietário da clínica, em contato com o Blog, afirmou que “estou tomando providências para aumentar a segurança do local. Instalação de câmaras e contratação de segurança”, destacou. *Com informações do Nosso Paraná.







Demitidos por decisão do STF, seis servidores da UERN aproveitam brecha da Justiça para se aposentar
UERN (Foto: Divulgação/UERN)
Seis funcionários demitidos pela Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN) no início do ano, em cumprimento à decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), aproveitaram uma brecha criada pela Justiça estadual para se aposentar como servidores do estado. As aposentadorias foram confirmadas pela assessoria de imprensa da universidade.
No dia 18 de janeiro, uma portaria assinada pelo reitor da instituição demitiu 86 servidores, seguindo determinação do STF. Eles foram efetivados, sem concurso público, por meio de uma lei estadual criada em 1994. A medida foi considerada ilegal pelo Supremo, que analisou uma ação de inconstitucionalidade.
Porém, poucos dias após a demissão dos servidores, uma juíza de Mossoró, na região Oeste potiguar, onde fica a sede da universidade, determinou que a UERN readmitisse os servidores e realizassem a demissão por meio de abertura de processo administrativo individualizado.
Em nova decisão no íncio de março, o ministro Ricardo Lewandoswski (STF) derrubou a decisão da Justiça estadual, por considerar que a medida iria apenas “prolongar a situação de inconstitucionalidade”. Seguindo a nova determinação, a UERN publicou nesta terça-feira (6) uma portaria com a demissão imediata dos servidores, porém com apenas 80 nomes na lista.
Procurada pelo G1 para explicar a redução no número de servidores demitidos, a instituição confirmou que no período em que a decisão da juíza Kátia Guedes, da Segunda Vara da Fazenda Pública de Mossoró, esteve em vigor, seis servidores se aposentaram.
Esses funcionários já teriam tempo de serviço para se aposentar e os processos já estavam em andamento antes da primeira demissão, segundo informou a universidade. Ainda de acordo com o setor jurídico da instituição, a aposentadoria é um “ato jurídico perfeito”. Portanto, uma vez aposentados, os servidores não poderíam mais perder os direitos adquiridos. *G1 RN










Após abordagem, mecânico é preso com drogas em São Miguel
No final da tarde desta quinta-feira (08), na Rua Evaldo Augusto de Sousa, centro de Saõ Miguel, a equipe de Rádio patrulha, sob o comando do sargento Rodrigues, durante patrulhamento, se deparou com um motoqueiro conduzindo uma motoneta totalmente descaracterizada. Os militares resolveram fazer uma abordagem e encontraram nos bolsos de suas vestes substâncias popularmente conhecida como maconha, dinheiro fraccionado. Foi dada voz de prisão ao mesmo.
O mecânico foi identificado como sendo Carlos Eduardo Fernandes de Farias, 36 anos, residente no Núcleo Manoel Vieira, em São Miguel. Foi conduzido a Delegacia de Polícia civil para as providencias cabíveis. *Nosso Paraná






MPF investiga deputado Rogério Marinho por lavagem de dinheiro
Rogério Marinho (PSDB-RN) é um dos representantes do Rio Grande do Norte na Câmara Federal (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)
Ministério Público Federal investiga o deputado Rogério Marinho (PSDB) por crimes supostamente praticados na campanha eleitoral para a Prefeitura de Natal em 2012. De acordo com o que foi levantado pela Polícia Federal, há indícios de que o parlamentar teve participação em crimes de falsidade ideológica eleitoral, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.
A Inter TV Cabugi entrou em contato com a assessoria de imprensa do deputado, que afirmou que “Rogério Marinho não tem nenhuma dívida de campanha como apontado no inquérito”.
A autorização para instauração do inquérito foi concedida nesta quarta-feira (7) pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), após pedido da Procuradoria-Geral da República. “Há elementos suficientes para corroborar a suspeita. Cabível, portanto, inquérito para aprofundamento das investigações”, afirmou o ministro em sua decisão.
A PF encontrou indícios dos delitos durante a deflagração da Operação Manus, em junho do ano passado, ocasião em que foi preso o ex-ministro e ex-deputado Henrique Alves. Durante a ação, os policiais cumpriram mandado de busca e apreensão em uma produtora em Natal, onde apreenderam provas contra Henrique Alves. No mesmo local, também foram encontrados indícios do cometimento de crimes por parte do deputado federal Rogério Marinho.
Segundo consta no material probatório que embasa o pedido de inquérito, o parlamentar, quando candidato à prefeitura da capital potiguar, fez “caixa 2” durante a campanha.


A Polícia Federal apurou que Rogério Marinho declarou à Justiça Eleitoral que pagou R$ 499 mil à empresa A V Varela Souza ME para prestação de serviços de comunicação na época. Entretanto, planilhas encontradas pelos investigadores dão conta de que o valor acordado para o fechamento de contrato foi de R$ 1,9 milhão.
Foram três os arquivos eletrônicos localizados pelos policiais federais que apontam os gastos supostamente irregulares na campanha de Rogério Marinho no pleito municipal de 2012. As planilhas indicam os valores combinados, o que foi pago e o que resta pagar. Os pagamentos seriam feitos através de cheques e também em espécie.
“Desta forma, se há indícios de que foram pagos à AV Varela Souza o montante de R$ 1.900.000,00 e só foi declarado o valor de R$ 499.000,00, há um passivo não informado ao órgão eleitoral de R$ 1.401.000,00”, diz o MPF em petição encaminhada a Gilmar Mendes, relator do processo.

Dívida

Apesar do acordo ter sido fechado em R$ 1,9 milhão, após da análise das provas obtidas nos mandados a Polícia Federal disse em seu relatório que do valor restante, não declarado, correspondente a R$ 1.401.000, teriam sido pagos em espécie R$ 737 mil, restando saldo devedor de R$ 664 mil. O deputado estaria devendo à empresa, e ainda assim teria pagado uma quantia superior à da declaração de campanha.
O empresário responsável pela AV Varela Souza, Domingos Sávio, foi ouvido pelos investigadores, disse que prestou os serviços na campanha para o deputado Rogério Marinho e confirmou que parte destes serviços não foi paga. Domingos Sávio afirmou ainda que uma parcela do montante que lhe foi entregue foi recebido, em espécie, das mãos de assessores de Rogério Marinho.
“Nesse contexto, há de se apurar a origem dos recursos de ‘Caixa 2’ utilizados por Rogério Simonetti Marinho, esclarecer se a percepção dos valores guarda relação com o exercício do mandato e, também, se houve utilização de terceiros para movimentar recursos de origem criminosa, fatos típicos de corrupção passiva e lavagem de dinheiro”, argumenta a Polícia Federal no pedido para abertura do inquérito. *G1 RN