SIGA ➨Fábio Júnior Venceslau

SIGA ➨Fábio Júnior Venceslau
✍ O objetivo deste é oferecer ao público leitor: informação com veracidade, interpretação competente e pluralidade de opiniões sobre os fatos. Tratando-se de um canal interativo visando promover uma comunicação capaz de contribuir positivamente na vida dos seus seguidores, primando pela imparcialidade e coerência. ☛ Blog Informativo: Estado do Rio Grande do Norte - Brasil

Esse é o seu Blog

Esse é o seu Blog
Todo Dia tem Notícias

Seja mais um dos nossos seguidores do Blog Siga Fábio Júnior Venceslau

Blog Siga Fábio Júnior Venceslau

Blog Siga Fábio Júnior Venceslau
Blog Siga Fábio Júnior Venceslau

COBERTURAS E EVENTOS

CONFIRA AS PROMOÇÕES DO MERCADINHO SÃO JOSÉ EM ANTÔNIO MARTINS RN

CONFIRA AS PROMOÇÕES DO MERCADINHO SÃO JOSÉ EM ANTÔNIO MARTINS RN
CONFIRA AS PROMOÇÕES DO MERCADINHO SÃO JOSÉ EM ANTÔNIO MARTINS RN

ANTÔNIO MARTINS RN BLOG SIGA FÁBIO JÚNIOR VENCESLAU

ANTÔNIO MARTINS RN BLOG SIGA FÁBIO JÚNIOR VENCESLAU
Ouça a Nossa Rádio Venceslau AM

Ouça a Web Rádio Venceslau A M

Ouça a Web Rádio Venceslau A M
Rádio Venceslau Am Para Ouvir Clique no FlowPlayer

PARA OUVIR A Rádio Venceslau Clique no flowplayer

Ouça a Rádio Venceslau Baixe aqui o Aplicativo para seu celular click na imagem abaixo

Ouça a Rádio Venceslau Baixe aqui o Aplicativo para seu celular click na imagem abaixo
Retransmissão Via/Web 24 Horas no AR - Ouça a Rádio Venceslau agora pelo seu celular- Click em cima desta foto e instale o APP é super fácil e rápido.

FAÇA A SUA PARTE

FAÇA A SUA PARTE
ANUNCIE AQUI NO NOSSO BLOG E VEJA A DIFERENÇA

CLIQUE NA IMAGEM E ACESSE O SITE DA FEMURN

CLIQUE NA IMAGEM E ACESSE O SITE DA FEMURN
CLIQUE NA IMAGEM E ACESSE O SITE DA FEMURN

SEJA TAMBÉM NOSSO ANUNCIANTE

SEJA TAMBÉM NOSSO ANUNCIANTE
BLOG TODO MUNDO OLHA, TODO DIA TODO MUNDO VER.

E-mail fabiojrvenceslau@gmail. com

E-mail fabiojrvenceslau@gmail. com
E-mail fabiojrvenceslau@gmail. com

Clique na Imagem e visite o Site

Clique na Imagem e visite o Site
Clique na Imagem e visite o Site

.

.
.

sexta-feira, 7 de julho de 2017

Blog Siga Fábio Júnior Venceslau


8 direitos trabalhistas que ninguém perde na negociação coletiva
folha-quadrinhos-podeisso
Enquanto o Brasil debate a modernização das leis do trabalho, alguns mitos sobre a negociação coletiva têm circulado no noticiário e nas redes sociais. É preciso, no entanto, ter atenção. Ao contrário do que dizem por aí, a proposta em discussão no Congresso Nacional não permite que um acordo coletivo ou uma convenção coletiva revoguem ou reduzam direitos constitucionais conquistados pelo trabalhador.
O que a proposta de modernização das leis do trabalho faz é assegurar o reconhecimento daquilo que for livre e legitimamente negociado entre empresas e trabalhadores, por meio dos seus sindicatos. E, caso não haja negociação, permanece o estabelecido em lei. Então, o que pode, de fato, ser negociado?







🅰️s 🅿️romoções do Mercadinho São José estão IMPERDÍVEIS.
#VENHAAAAAAAAAAAAA💥
Venha correndo, pegue o seu carrinho de compras e aproveite as grandes ofertas com muito mais economia.🤹🎶🛒
É um Show de Preços Baixos no Mercadinho São José em Antônio Martins RN.




*🔵 Tudo mais Barato
* Entrega em domicílio
* Variedades
* Novidades
* Promoção a cada 15 dias
* Qualidade
* Melhor Atendimento e muito mais.

Mercadinho São José na Avenida Venceslau José de Souza , Bairro Alto da Ema, Antônio Martins RN.
Organização: Dito & Euraxsandra Florencio de Mesquita








“Ou o Brasil muda por bem ou muda por mal”, afirma Rogério Marinho

O deputado federal Rogério Marinho (PSDB-RN), relator do projeto da reforma trabalhista na Câmara dos Deputados, demonstrou que o apoio às mudanças nas relações de trabalho entre patrão e empregado não são seus únicos interesses. Muito embora não esteja diretamente ligado a proposta da reforma previdenciária, que também gerando polêmica, graças, principalmente, à mudança da idade de aposentadoria no Brasil, Marinho se disse um entusiasta do projeto, afirmando que ele é muito importante para salvar a economia do país. Em entrevista ao Agora Jornal, o parlamentar disse que acredita que, caso os brasileiros não aceitem mudar a realidade previdenciária agora, mais tarde vão sofrer as consequências de diretrizes defasadas.
“Ou fazemos o redesenho do Brasil de forma consensual ou isso será feito por mal – em algum momento, isso será feito da pior forma possível, como aconteceu em vários lugares do mundo”, disse Marinho, referindo-se a países europeus, como a Grécia, que possuem grandes dificuldades econômicas.
De acordo com ele, a reforma vem enfrentando resistência especialmente por aqueles que mais se beneficiariam da situação como está hoje. “O estado foi assaltado pelas corporações; 70% da previdência do Brasil é paga para menos de 30% dos aposentados. São aqueles que se aposentam com menos de 50 anos de idade; com integralidade de vencimentos; salários acima do teto e que se apropriaram do país – como juízes, membros do Ministério Público, auditores fiscais e Polícia Federal. Eles fazem uma propaganda violenta contra as reformas porque não querem perder privilégios em um país onde a maioria da população é desprivilegiada”, contou.
Rogério Marinho defendeu que a reforma previdenciária precisa ser tratada com a população de maneira transparente. Em um panorama relativamente menor, o deputado lembrou os casos em que a prefeitura de Natal, através de Carlos Eduardo Alves (PDT), precisou sacar recursos do fundo previdenciário dos servidores do município (NatalPrev) – o que causou comoção negativa na população –, e o fato de que o governo do Rio Grande do Norte segue com dificuldades para manter em dia a folha dos servidores estaduais.
“A reforma previdenciária precisa ser enfrentada sem populismo, demagogia e sem discurso fácil. As pessoas têm que dizer o que vai acontecer com o país, com o estado ou com a cidade. A prefeitura de Natal, por exemplo, já se apropriou dos recursos públicos do fundo de pensão. O governo do Rio Grande do Norte fez o mesmo – levantou mais de R$ 1 bilhão e está com dificuldades para pagar seus servidores”.
O parlamentar racionalizou que a previdência deve aliviar os bolsos populares, argumentando que, caso a realidade econômica atual se mantenha, o estado deve quebrar, uma vez que não cessa de criar impostos, para compensar os buracos financeiros. Consequentemente, isto causa os mesmos buracos financeiros no cotidiano dos brasileiros, que são obrigados a desembolsar mais para cobrir os custos do estado.
“A previdência é essencial para o país. Nosso modelo econômico de aumentar impostos para resolver problemas se exauriu. A sociedade não suporta o tamanho que o estado detém. A relação hoje é de 1 para 1. Aqueles que dizem que não há déficit na previdência são irresponsáveis, populistas e absolutamente enganadores da fé pública. Quem ocupa um cargo público não pode abandonar a responsabilidade de ter decisão e convicção de que há uma necessidade de se reestruturar o país e redesenhar as instituições brasileiras. É preciso haver uma reforma previdenciária urgente, bem como uma reforma tributária; uma reforma política e uma reforma do tamanho do estado”, encerrou Rogério Marinho.