SIGA ➨Fábio Júnior Venceslau

SIGA ➨Fábio Júnior Venceslau
✍ O objetivo deste é oferecer ao público leitor: informação com veracidade, interpretação competente e pluralidade de opiniões sobre os fatos. Tratando-se de um canal interativo visando promover uma comunicação capaz de contribuir positivamente na vida dos seus seguidores, primando pela imparcialidade e coerência. ☛ Blog Informativo: Estado do Rio Grande do Norte - Brasil

Esse é o seu Blog

Esse é o seu Blog
Todo Dia tem Notícias

Seja mais um dos nossos seguidores do Blog Siga Fábio Júnior Venceslau

Blog Siga Fábio Júnior Venceslau

Blog Siga Fábio Júnior Venceslau
Blog Siga Fábio Júnior Venceslau

COBERTURAS E EVENTOS

CONFIRA AS PROMOÇÕES DO MERCADINHO SÃO JOSÉ EM ANTÔNIO MARTINS RN

CONFIRA AS PROMOÇÕES DO MERCADINHO SÃO JOSÉ EM ANTÔNIO MARTINS RN
CONFIRA AS PROMOÇÕES DO MERCADINHO SÃO JOSÉ EM ANTÔNIO MARTINS RN

FAÇA A SUA PARTE

FAÇA A SUA PARTE
ANUNCIE AQUI NO NOSSO BLOG E VEJA A DIFERENÇA

CLIQUE NA IMAGEM E ACESSE O SITE DA FEMURN

CLIQUE NA IMAGEM E ACESSE O SITE DA FEMURN
CLIQUE NA IMAGEM E ACESSE O SITE DA FEMURN

SEJA TAMBÉM NOSSO ANUNCIANTE

SEJA TAMBÉM NOSSO ANUNCIANTE
BLOG TODO MUNDO OLHA, TODO DIA TODO MUNDO VER.

E-mail fabiojrvenceslau@gmail. com

E-mail fabiojrvenceslau@gmail. com
E-mail fabiojrvenceslau@gmail. com

Clique na Imagem e visite o Site

Clique na Imagem e visite o Site
Clique na Imagem e visite o Site

.

.
.

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Siga Fábio Júnior Venceslau




POLVOS DE CROCHÊ AJUDAM BEBÊS PREMATUROS EM UTIS

Foto: Pinterest
Foto: Pinterest
Uma ideia simples, que veio da Dinamarca, está ajudando a acalmar bebês prematuros no Brasil.
Na UTI do Hospital Regional de Ponta Grossa, no Paraná polvos de crochê estão sendo dados para recém-nascidos que estão nas incubadoras.
Os brinquedos ajudam os bebês a se sentirem mais seguros e confortáveis.
Ao abraçar o polvo, feito de crochê, o recém-nascido se sente calmo e protegido, porque os tentáculos são semelhantes ao cordão umbilical e dão a sensação de segurança que eles tinham no útero materno.
Os batimentos cardíacos mostram o poder desse brinquedinho simples.
Um prematuro da UTI, sem o polvo, tem mais de 180 batimentos por minuto.
Em outro bebê da mesma sala, com o polvo, esse número cai para 130.
História
Projeto Octo começou na Dinamarca em 2013, quando um grupo de voluntários passou a costurar polvos de crochê para doar para bebês prematuros em unidades de tratamento intensivo neonatais.
Atualmente, o projeto faz doações para 16 hospitais em toda a Dinamarca e já recebeu pedidos para iniciar o projeto em mais de 15 países pelo mundo.
O primeiro a testar essa nova maneira de confortar os recém-nascidos foi o Hospital Universitário Aarhus.
Lá a equipe médica pôde identificar melhora nos sistemas respiratório e cardíaco dos bebês, além de um aumento dos níveis de oxigênio no sangue.
Como fazer
Para que o brinquedo seja seguro para recém-nascidos, o polvo precisa ser 100% algodão, assim ele pode ser levado à máquina de lavar.
E atenção aos tentáculos: eles não podem passar de 22 centímetros.
Foto: reprodução / Pinterest
Foto: reprodução / Pinterest
Com informações da Revista Crescer e TV Guará




BEYONCÉ FAZ CHAMADA DE VÍDEO PARA FÃ COM CÂNCER: EMOÇÃO

Foto: reprodução / Instagram
Foto: reprodução / Instagram
Beyoncé mostrou mais uma vez sua grandeza e carinho com os fãs.
A cantora, grávida de gêmeos, realizou o sonho de uma estudante americana que está com câncer no estágio IV, quando a cura é altamente improvável.
Beyoncé fez uma chamada por vídeo e falou com Ebony Banks, a fã que está em um hospital do Texas, nos EUA.
A ligação da diva pop foi pelo FaceTime na noite desta terça-feira, de acordo com a revista People!
“Eu te amo”, chegou a dizer Beyoncé durante a chamada.
Campanha dos amigos
Em março, a escola de Ebony – que tem o apelido de Ebob – fez uma cerimônia de formatura especial, antecipada especialmente para ela.
A garota precisou se afastar do colégio por causa do tratamento da doença, mas não deixou de estudar.
E como presente de formatura, os amigos de classe de Banks criaram a hashtag #EBOBMEETSBEYONCE (Ebob encontre Beyoncé).
O esforço no Twitter e no Instagram deu certo e a mensagem chegou até Beyoncé, que finalizou a história com muita emoção.
Veja como foi a conversa:
Com informações da People e Ego











Resultado de imagem para promoçao gifs


As Promoções do Mercadinho São José estão IMPERDÍVEIS.
#VENHAAAAAAAAAAAAA
Venha correndo, pegue o seu carrinho de compras e aproveite as grandes ofertas com muito mais economia.
É um Show de Preços Baixos no Mercadinho São José em Antônio Martins RN.

* Tudo mais Barato
* Entrega em domicílio
* Variedades
* Novidades
* Promoção a cada 15 dias
* Qualidade
* Melhor Atendimento e muito mais.
Mercadinho São José na Avenida Venceslau José de Souza , Bairro Alto da Ema, Antônio Martins RN.
Organização: Dito & Euraxsandra Florêncio de Mesquita
















EM PAU DOS FERROS RNTudo que você procura em um único lugar. Você Sonha, a Gente Realiza








.








MÉDICO CANTA PARA CRIANÇA COM DOENÇA RARA E COMOVE A WEB




Fotos: reprodução / Facebook



Fotos: reprodução / Facebook
A sensibilidade do profissional pode fazer a diferença.
Um médico residente do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, cantou para uma menina, internada com uma doença rara e está emocionando as redes sociais. (vídeo abaixo)
Paulo Martins tem 27 anos. Ele teve a ideia de levar ao hospital um instrumento musical de cordas, o ukulele, e tentar minimizar a ociosidade da internação e as dificuldades do tratamento.
“Devemos sempre levar alívio para nossas crianças, essa é a premissa!”, declarou o residente ao SóNotíciaBoa.
“Tentamos tirar o foco da doença, pois a música é um remédio para a alma”.
Paulo – junto com os companheiros da oncologia – começou a tocar e a cantar de quarto em quarto as músicas que os pacientes pediam e percebeu que a pequena a Sophia acompanhava no corredor.
Sophia Romão Bueno, de um ano e quatro meses, está em tratamento contra uma doença rara – a Histiocitose de células de Langerhans.
A família, que é de São Carlos, trata a doença de Sophia no HC de Ribeirão desde junho de 2016. São consultas, sessões de transfusão de sangue e quimioterapia.
Alegria surpreendente
Este mês, quando o médico cantou para a menina, ela teve uma reação surpreendente.
O pai de Sophia, Julliano Luiz Bueno, avisou que a filha gostava de Marília Mendonça e, então, o médico começou a cantar “Eu Sei de Cor” e a menina dançou a música inteira no corredor do hospital.
Aí, veio outro sucesso, “Medo Bobo”, da dupla Maiara e Maraísa.
“Toquei e ela dançou divinamente bem. Ao término, só alegria. Todo mundo feliz, leve. Aquilo se chamava paz”, escreveu em seu perfil no Facebook.
Paulo Martins - Foto: reprodução / Facebook
Paulo Martins – Foto: reprodução / Facebook
Sucesso
Paulo Martins – que está no 2º ano de residência em pediatria e se forma em março de 2018 – postou o vídeo em sua página e já teve mais de 250 mil visualizações, 10 mil curtidas e mais de 100 mil compartilhamentos.
“Amar e se dedicar ao próximo têm de ser algo constante e rotineiro”, escreveu Paulo no dia 14 de março.
Paulo cita que a repercussão positiva o fez lembrar de críticas que recebeu “por ter esse jeito” desde a época da graduação até mesmo na residência.
“Quando fiz pijamas cirúrgicos com temas infantis recebi críticas. Disseram que eu estava parecendo um palhaço no hospital, mas os comentários positivos são maiores e os que mais me motivam”, afirmou.
“Quando a gente faz o que gosta, do jeito que gosta, dá certo. Nesta tarde, todos ganhamos. Na saudade intensa de casa e da minha família, nos braços dos pacientes e dos seus familiares, recebo todo afeto do mundo”, escreveu.
Cura
De acordo com a mãe, os médicos dizem que há chances de cura para a doença, que se apresenta por meio de um distúrbio proliferativo de células inflamatórias pelo corpo e se manifesta principalmente em lesões ósseas e cutâneas.
“Pelo menos naquele momento da música que cantei para Sophia, esquecemos da doença. Uma das coisas que mais faz o corpo adoecer é o pensamento”, disse o médico.
Assista:
Com informações do ACidadeOn e SNB







ELE JÁ VIAJOU O MUNDO, AOS 28 ANOS. COM POUCO DINHEIRO



Henrik Jeppesen - Fotos: reprodução / Twitter


Henrik Jeppesen - Fotos: reprodução / Twitter
Henrik Jeppesen tem apenas 28 anos e já realizou o sonho de viajar mundo.
Ele visitou todos os 193 países reconhecidos pelas Nações Unidas em 3 mil dias e dá 5 dicas de como fazer isso. (veja abaixo)
Não, Henrik não é rico… e garante ter gastado apenas US$15 – R$ 47-  por dia, incluindo voos, alimentação e vistos?
Para viajar o mundo inteiro ele garante ter gastado um total de 50 mil euros – R$ 165 mil – e dá 5
E o dinamarquês garante: “O que eu fiz pode ser feito por qualquer um, na verdade”
Hoje ele está em Madri. Sua próxima viagem inclui o Brasil e outros países como Argentina e África do Sul.
Depois ele segue de volta para a Europa, onde o jovem deve fazer uma viagem de seis meses de carro, para então passar um mês nas ilhas Seychelles e se dirigir à Nova Zelândia.
Veja as dicas de Henrik para viajar o mundo com pouco dinheiro:
1. Voos
“Viajei da Dinamarca para a África por 6 euros (R$ 19), da Itália para Marrocos por 3 euros (R$ 9,80). Também voei da Malásia para a Austrália por 40 euros (R$ 132). E fiz voos domésticos na Malásia que me saíram por 2,5 euros (R$ 8,30)”, afirma.
Para conseguir esses preços, Henrik assina os boletins informativos das principais companhias aéreas de baixo custo para receber ofertas.
Ele também evita pagar o excedente de bagagem levando poucas malas.
2. Hospedagem 
Na volta ao mundo visitando todos os países do mundo, Jeppesen garante que não gastou mais do que cem euros (R$ 330) em hotéis.
“Meu conselho é tentar se hospedar em casas de pessoas do lugar. Sempre há pessoas dispostas a ceder um sofá ou um colchão a quem necessite. Eu uso muito o Couchsurfing, um site que oferece aos usuários intercâmbio de hospitalidade, mas também já dormi em casas de pessoas que conheci na rua e nunca tive problemas.”
Se não der certo, “você pode dormir no aeroporto. Procure uma área menos movimentada e se acomode ali, com a tranquilidade que só se tem em lugares seguros”, diz.
3. Transporte 
Nada de alugar carros, nem usar táxis. Henrik vai de carona, ou de ônibus.
4. Comida
A dica dele é simples: compre os alimentos em supermercados. “É o mais barato.”
5. Patrocínio
Há alguns anos, ele consegue viajar sem gastar absolutamente nada, depois que criou um blog e abriu conta em redes sociais para divulgar os lugares por onde passa, em troca de estadias e passagens aéreas.
“Se alguém quer passar a vida viajando, deve tratar de fazer um blog e contas nas redes sociais e, a partir de então, encontrar patrocinadores. Isso foi o que eu fiz, e funcionou.”
Hoje ele tem 31 mil seguidores no Instagram e 89 mil no Twitter.
Henrik está agora em Madri, hospedado em um hotel cinco estrelas sem pagar nenhum centavo.
“Entrei em contato com eles e propus escrever sobre o hotel em troca de um quarto, e eles aceitaram”, disse.
Cuidado
Sobre segurança ele dá um alerta:
“Só fui roubado quatro vezes enquanto percorria o mundo, e isso aconteceu em lugares supostamente seguros, como Inglaterra, Bélgica e China. Suponho que, entre outras coisas, por eu baixar a guarda nesses lugares.”
Veja as viagens dele no blog e nas redes sociais:
Com informações da BBC








ALUNOS DE ARQUITETURA REFORMAM DE GRAÇA CASA DE IDOSA COM NETO AUTISTA




Foto: divulgação



Foto: divulgação
Unidos, estudantes de arquitetura usaram o que aprenderam na faculdade para mudar a vida de uma família muito pobre, em Porto Velho, Rondônia.
Na casa de dona Nair Castro, vivem ela – que é mãe de um menino autista – e a avó, uma aposentada que é a única fonte de renda da família.
A casa não tinha banheiro, o piso era puro chão de terra, os móveis estavam caindo aos pedaços e as partes elétrica, hidráulica e estrutural colocavam em risco a segurança e a saúde dos moradores.
Isso até que um professor de arquitetura e seus alunos arregaçaram as mangas e usaram o que aprenderam na faculdade para encontrar soluções e dinheiro para reformar a casa dona Nair.
Rifas e patrocínios
Eles foram várias vezes até a residência para saber o que família precisava.
Sem dinheiro, o grupo se mobilizou para arrecadar fundos.
“Fizemos algumas ações para arrecadar dinheiro (feijoada, venda de rifas, cupcakes) e buscamos patrocínios com lojas de móveis, materiais de construção, iluminação e acabamento. Recebemos ajuda de pessoas físicas e fizemos um caixa em sala de aula onde cada aluno contribuía com o que podia”, explica o professor da Faculdade São Lucas.
A reforma
Eles contrataram mão de obra e colocaram a mão na massa.
Substituíram o telhado da casa, fizeram o banheiro, trocaram todo o piso e refizeram a parte elétrica e hidráulica.
Também compraram móveis novos, alimentos e produtos de higiene pessoal para a família da dona Nair.
E casa fizeram um jardim, calçada e muro novos para a casa.
A reforma levou dois meses para ficar pronta.
Durante esse tempo, a família ficou em uma casa alugada pelo voluntários.
“O resultado foi mais que gratificante e refletido pelo brilho nos olhos dos moradores. Todos saímos com almas carregadas e uma doce e azul sensação de fazer o bem”, lembra Netto.
Fotos: divulgação
Fotos: divulgação
Fotos: divulgação
Fotos: divulgação
Fotos: divulgação
Fotos: divulgação
Com informações do RPA














CLIQUE AQUI NA FOTO PARA VER VÍDEOJ J PORTÕES EM ANTÔNIO MARTINS RN







JP Borrachas e Parafusos

VEJA MUITO MAIS 

NAS POSTAGENS MAIS ANTIGAS